Série árabe sobre Cleópatra é criticada

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille

 

Já faz algum tempo que publiquei aqui que Angelina Jolie irá interpretar a lendária Cleópatra, agora outra novidade é que este mês de Ramadã foi lançada uma novela síria retratando a vida da rainha.

O Ramadã é um período sagrado para as famílias muçulmanas, e a cada ano séries de TV são preparadas para esta época, que é um tempo para a reflexão e um momento em que todas as famílias estão reunidas em casa, mas parece que este ano os produtores erraram, e o que era para ser uma oportunidade de mostrar um momento histórico acabou virando uma piada.  

A série, intitulada “Cleópatra” buscou retratar a vida da última governante da era faraônica, Cleópatra VII (Dinastia ptolomaica), e estava sendo muito aguardada pelos espectadores já que é a primeira produção árabe a se preocupar em mostrar ao público a história da rainha. Apesar da expectativa a novela acabou sendo criticada pelo o principal representante das antiguidades do Egito, Dr. Zahi Hawass, o qual a denominou como surreal – não somente em termos de figurinos, mas como também nos fatos históricos.

 

Imagem em moeda de Cleópatra segurando seu primeiro filho.

 

A novela não foi vista com maus olhos somente pela a comunidade de arqueólogos e egiptólogos, o crítico de cinema Tarek Al- Shennawi atacou a produção como sendo “um crime contra a arte”.

A atriz escolhida para interpretar a rainha foi a síria Soulaf Fawakherji, que possui algumas semelhanças com Elizabeth Taylor (que interpretou Cleópatra em 1963). Esta não é a primeira vez que uma produção sobre a vida da rainha é criticada, o filme brasileiro “Cleópatra” (2007) foi vaiado várias vezes durante o Festival de Brasília, inclusive durante o momento em que recebia o prêmio de melhor filme.

 

Soulaf Fawakherji como Cleópatra

Soulaf Fawakherji como Cleópatra

 

 

 

Veja o trailer abaixo:

 

 

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro “Uma viagem pelo Nilo”.
[Leia seu perfil]

Um comentário sobre “Série árabe sobre Cleópatra é criticada

Os comentários estão desativados.