(Vídeo) Tatuagens no Egito Antigo

Tatuagens não é uma invenção moderna. Várias sociedades adotaram esta prática para os mais diversos fins e cada uma tinha a sua forma de marcar o corpo. Encontramos exemplos no Período Edo (Japão), entre em antigas comunidades da Sibéria e inclusive no Egito Antigo. Nesse último caso possuímos remanescentes iconográficos que nos mostram pinturas corporais, muitas das quais levam parte dos pesquisadores a sugerirem que em alguns casos ocorreu o uso de uma substância parecida com a henna. Entretanto, possuímos múmias suficientes para nos garantir que de fato as tatuagens eram realizadas durante o faraônico e nos apresentar um pouco desta prática que ainda está envolta de muita especulação.

Foto: Anne Austin.

Por isso, no novo vídeo do AE faço uma introdução sobre esse tema e comento a recém descoberta de uma múmia de uma mulher que possui cerca de trinta tatuagens.

Youtube | Facebook | Instagram | Twitter

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]