(Jogo) Grand Fantasia: Ilha Siwa

Vocês são capazes de reconhecer este nome? É desta forma que um dos oásis egípcios é atualmente chamado, o Siwa, o mais distante do Nilo e para onde Alexandre Magno (356 – 323 a. E. c.) foi buscando aprovação do oráculo de Amon para governar o Egito tal qual um faraó.

A imagem abaixo pertence ao jogo Grand Fantasia, cujo primeiro mapa é nesta ilha. Além desta relação entre os nomes, o que chamou minha atenção foi uma leve coincidência: na minha conclusão de curso um dos métodos de análise que utilizei foi a comparação do “isolamento” dos oásis líbios (ou seja, os egípcios) com ilhas oceânicas.

 

Entrada da Ilha Siwa. Print: Márcia Jamille. 2013.

Entrada da Ilha Siwa. Print: Márcia Jamille. 2013.

 

Mas se querem saber do jogo: trata-se de um MMORPG online, ou seja, não interessa o que você estará fazendo, sempre existirá muita movimentação próxima e pessoas querendo duelar, falando besteira ou procurando uma namorada, neste até me surpreendi, existe um mural e lá tinha um recardo de um char pedindo por uma. Em relação a jogabilidade ela é bem enfadonha, achei um dos aspectos mais tediosos, o (a) jogador (a) precisa decorar os comandos do teclado que não são nada difíceis, mas quando se está acostumado com comandos primordiais no mouse e skills no teclado você se perde um pouco.

Quando baixei o jogo, que por acaso é gratuito, fiquei interessada no gráfico que lembra um pouco Tales of the Abyss, a diferença é que o impacto inicial é de tantas cores vindas do chat e do mural de quests que você se sente como se estivesse voltado uns dezessete anos no tempo e aberto um site no Windows 98. Depois seus olhos se acostumam.

Se quiserem um pouquinho mais de Egito, aparentemente existe um lay do jogo que possui uma figura baseadas no Egito Antigo (imagem abaixo), mas não cheguei nem a ver, no mesmo dia em que baixei o desinstalei. Como escrevi anteriormente não gostei muito da jogabilidade e além disto não consegui ver diversão em matar monstros com nomes do tipo “Siri Sorridente” (ou era “risonho”), era no mínimo perturbador. Porém, infelizmente desinstalei o jogo sem tirar um print da minha personagem que, em detrimento da roupa (que lembra a de uma colegial), consegui fazê-la em uma versão “egípcia”, dei para ela então o nome de Nwt e para o animalzinho guardião dela dei o nome de Geb… Ok, é que estou em meu momento ocioso gente, posso fazer isto.

 

Grand Fantasia. Imagem disponível me . Acesso em 02 de Junho de 2013

Grand Fantasia. Imagem disponível em < http://clube-de-jornalismoo.blogspot.com.br/2013/04/guia-emissarios.html >. Acesso em 02 de Junho de 2013

 

P.S: Caso algum de vocês acabe baixando o jogo me avisa, eu o reinstalo e montamos a guilda “AEgípcia” para “tocarmos o terror” em Siwa. 😀 … Ok, brinquei agora, não tenho mais interesse neste jogo.

Avatar

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *