Mais um ano completo!

Mais um ano de vida se completou para mim, mas desta vez cheio de surpresas e realizações. Dei entrevistas, publiquei o meu primeiro livro, tenho um segundo pronto esperando a publicação e já tenho um terceiro sendo escrito. São coisas que me fazem olhar para trás e perceber que todo o sofrimento e humilhação pelos quais passei até certo ponto valeram a pena.

Imagem reprodução.

Conheci pessoas maravilhosas também, com histórias interessantes e únicas, mas preciso ser sincera: outras eu adoraria simplesmente apagar da minha memória.

Pude passar tempos maravilhosos com alguns dos meus amigos que ainda posso ver, já outros, que também trabalham com a Arqueologia, estão espalhados por este brasilzão, mas é justamente por isto que gosto de escrever no site e no blog, uma vez que alguns deles costumam me acompanhar pelos mesmos, “para saber como estão as coisas”, nas palavras de um deles.

Hoje estou completando 27 anos e a impressão que tenho é que não vivi nada. Ainda espero – e sinto que tenho que – realizar muitas coisas, não voltada somente para a Arqueologia Egípcia, mas em outros setores da minha vida.

Então, feliz aniversário para mim!

Ser arqueólogo no Brasil (Vídeo)

O lado bom da internet é a pluralidade de informações que está disponível gratuitamente para a apreciação. Lembro que quando eu era adolescente encontrar matérias sobre como estudar Arqueologia no Brasil era bastante difícil e as informações disponíveis não raramente eram defasadas. Lembro até que ainda era divulgada a existência do curso de graduação em Arqueologia na Estácio de Sá, embora já tivesse passado anos da extinção do mesmo (ocorrida em 1998). Porém hoje as coisas naturalmente mudaram, muitas informações estão disponíveis e o melhor de tudo é que a maioria delas são divulgadas pelos próprios profissionais da área. Um exemplo é o seguinte vídeo, que é uma oportunidade para saber o que é ser arqueólogo no Brasil através de comentários dos próprios profissionais brasileiros. Ele conta com a participação dos arqueólogos Pedro Paulo Funari, Flávio Calippo, Paulo Zanettini (que comenta até do uso da internet para a divulgação da Arqueologia) e a repórter Glória Tega-Calippo.

Diálogo Sem Fronteira – Arqueologia no Mediterrâneo e os Diálogos com o Brasil

O professor Antonio Aguilera Martin, da Universidade de Barcelona, deu uma entrevista para o programa Diálogos sem Fronteiras, da UNICAMP, sobre a questão da investigação arqueológica na Europa e o espaço para pesquisadores brasileiros. O vídeo está em espanhol e dentre as questões pertinentes é levantada a bandeira da colaboração entre profissionais brasileiros e Universidades estrangeiras.
O entrevistador é o professor Pedro Paulo Funari.