(Resenha – Livro) “Erros Fantásticos: o discurso ‘Faça Boa Arte'”, de Neil Gaiman

Erros Fantasticos- o Discurso 'Faça Boa Arte'

Título: Erros Fantásticos: o discurso “Faça Boa Arte”
Autor: Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
I.S.B.N.978-85-8057-499-9
Ano: 2014

Sendo uma transcrição em português do discurso do autor e desenhista Neil Gaiman, “Erros Fantásticos: o discurso ‘Faça Boa Arte'” é um pedido modesto, mas apresentado de forma profunda durante a sua alocução para os recém-formados da turma de 2012 da University of the Arts na Filadélfia e conseguinte mostrado graficamente neste livro pelo artista Chip Kidd.

Seguindo a linha dos discursos motivacionais usualmente apresentados por grandes nomes (vide o famoso discurso de Steve Jobs para dos formandos da University of Stanford em 2005), o discurso de Gaiman é uma tentativa de inspirar o receptor a aproveitar sua jornada de aprendizado, sua busca pelo reconhecimento e principalmente, assim que alcançar seus objetivos, tentar desfrutar do momento.

(…) relaxar e curtir a caminhada, porque a jornada o leva a alguns lugares memoráveis e inesperados.

Erros fantásticos - faça boa arte - Neil Gaiman - 01

Rememorando suas experiências, ele afirma que até por trás das moléstias do competitivo e por vezes pouco rentável mundo dos freelances existe sempre um lado positivo:

Se vocês estão cometendo erros, significa que vocês estão por aí fazendo algo. E os erros em si podem ser úteis. Uma vez escrevi Caroline errado, em uma carta, trocando o A e o O, e eu pensei, “Coraline parece um nome real…”

Erros fantásticos - faça boa arte - Neil Gaiman - 02

Em uma das passagens mais famosas ele explica que se algo der profundamente errado, que seja feita uma boa arte:

O marido fugiu com uma política(o)? Faça boa arte. Perna esmagada e depois devorada por uma jibóia mutante? Faça boa arte. IR te rastreando? Faça boa arte. Gato explodiu? Faça boa arte. Alguém na internet pensa que o que você faz é estúpido ou mau ou já foi feito antes? Faça boa arte. Provavelmente as coisas se resolverão de algum modo, e eventualmente o tempo levará a dor mais aguda, mas isso não importa. Faça apenas o que você faz de melhor. Faça boa arte.
Faça-a nos dias bons também.

Erros fantásticos - faça boa arte - Neil Gaiman - 03

Erros fantásticos - faça boa arte - Neil Gaiman - 04

Erros fantásticos - faça boa arte - Neil Gaiman - 05

O discurso completo em si está disponível para a leitura e visualização em várias plataformas da internet, mas o livro, além de ter um designer lindo, pode ser uma recordação visual sempre à disposição, rememorando as palavras de Gaiman.

Erros fantásticos - faça boa arte - Neil Gaiman - 06

Avatar

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *