Links de Arqueologia: manicômio brasileiro como centro de extermínio, quem formou as favelas

Este é um assunto que eu queria abordar com vocês já faz alguns meses, que é o uso de hospícios no Brasil para isolar as pessoas não quistas da sociedade, aliás, esta não era uma pratica comum somente no nosso país, EUA que o diga. Dentre os indivíduos que não eram bem vistos para viver entre os “cidadãos de bem” estavam aqueles com deficiências mentais, comunistas, mulheres que “perderam” a virgindade antes do casamento, órfãos, prostitutas, homossexuais ou alguém que simplesmente teve alguma desavença com algum politico forte.

☥ O Holocausto manicomial: trechos da história do maior hospício do Brasil!

Mais sobre o assunto:

☥ Antecâmara da morte: manicômio brasileiro exterminou 60 mil pessoas
☥ Holocausto brasileiro: 50 anos sem punição (Hospital Colonia) Barbacena-MG

Vale muito a pena ler também o próximo artigo para entender um dos primeiros passos para a criação das favelas cariocas e o quanto estudar a história tanto da formação delas, como das questões sociais a elas vinculadas (como a venda de drogas) é importante para conhecer o nosso passado e presente. No texto em questão é citada a Favela da Providência e, para quem for curioso, existe até um samba do João da Baiana chamado “Cabide de Molambo”, onde ele fala “As botinas foi de um velho da revolta de Canudos”, uma possível relação com a história dos ex-combatentes de Canudos e que formaram a primeira favela no Rio.

☥ Conheça a história da 1ª favela do Rio, criada há quase 120 anos

A reportagem seguinte mostra um documento chocante: um exemplo de contrato voltado para mulheres. Vale ressaltar que esta reportagem foi inspirada em um artigo cientifico que está disponível para a leitura por parte de todos os públicos.

☥ Contrato de professora em 1923 proibia de casar, frequentar sorveterias e andar com homens

Mais sobre o assunto:

☥ Indícios do sistema coeducativo na formação de professores pelas escolas normais durante o regime republicano em São Paulo (1890/1930)

Este link divulga o documentário brasileiro “São Sebastião do Rio de Janeiro: a formação de uma cidade”, que estreará no segundo semestre deste ano e que conta com animações gráficas para ilustrar o surgimento e crescimento da cidade do Rio de Janeiro. Um livro sobre o tema foi publicado ano passado.

Documentário resgata a formação da cidade do Rio de Janeiro através de animações

Mais sobre o assunto:

☥ Ciência e Letras – São Sebastião do Rio de Janeiro: A Formação de uma Cidade

Avatar

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *