Sim, eu também desenho!

Marcia Jamille

“Prazer! Jamillinha!”… Nome dado por meu amigo João Moreno.

E também sei fazer malabarismo… Somente com duas laranjas, todavia, mas é um talento notável para alguém que é incapaz de realizar duas ações ao mesmo tempo.

Aprendi a desenhar na minha adolescência com uma garota mais nova do que eu e que tinha a maior paciência do Universo. Ela ensinou para mim as noções básicas dos traços de mangá. Hoje ela tem um estúdio de ilustrações.

Sempre desenhei como um hobby (mas isso é trabalho de muita gente, então respeitem hem!) e o meu material favorito no início foi o lápis, sem uma arte final, o que me levou a ser alvo de críticas por parte de um carinha metido a “editor de revistas” (sim gente, é sério, entre aspas porque ele tinha delírios de grandeza).

Por alguns anos fui bastante influenciada pelos traços da Érica Horita, desenhista brasileira que até hoje tenho vontade de conhecer e trocar algumas palavras, mas que provavelmente jamais verei na minha frente. Ela ilustrava a revista Ethora, a qual nunca li o final (snif).

Eu nunca desenvolvi meus desenhos e de qualquer forma nem sei se eu teria avançado porque parei de praticar. Foi quando aprendi em uma noite qualquer a vetorizar e desde então minhas madrugadas de insônia raramente são as mesmas.

desenho_marcia_jamille_esquema

Não sei desenhar cenários e nem tenho mesmo muita paciência (*desculpa esfarrapada*), por isso minhas ilustrações raramente possuem um fundo lindo e maravilhoso.

Meu tipo de personagem favorito de retratar são garotas pequenas e magrinhas, embora eu tenha muita vontade de desenhar as mais cheinhas também (sim, eu procrastino).

A maioria dos leitores do Arqueologia Egípcia provavelmente não sabem que eu desenho, mas já viram um trabalho meu centenas e centenas de vezes ao abrirem o blog #AEgipcia. Quem desenhou a “Jamillinha” foi eu, assim como o tema de Halloween de 2014 do mesmo blog onde além de me retratar vestida como uma egípcia estou acompanhada pelo Jack-o’lantern e faço uma singela homenagem ao VAMPS.

marcia_jamille_desenho_halloween_VAMPS

Só que eu ainda não contei para vocês que depois que comecei a colorir com vetores eu caguei com o meu desenho a lápis e faço agora rabiscos também com caneta bique e se brincar rola até carvão. Abaixo está o rabisco da imagem anterior. Vocês podem observar que o Jack está menor, a personagem tem cílios e a bandeira mais próxima; isso porque no computador eu mudei uma série de coisas.

marcia_jamille_desenho_halloween_VAMPS_rascunho

Desenhar é divertidíssimo: posso inventar pessoas novas, criar roupas, brincar com cores. Entretanto requer pâciencia também, não é algo que se aprende da noite para o dia.

One thought on “Sim, eu também desenho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *