Google homenageia o aniversário da descoberta do fóssil “Lucy”

Depois de prestar homenagem ao arqueólogo Howard Carter e a arqueóloga e antropóloga Mary Leakey no dia de hoje (24/11) o doodle do Google está comemorando os 41 anos da descoberta do fóssil “Lucy”.

“Lucy” no doodle do Google. 2015.

Encontrado na Etiópia, o fóssil de Lucy é um Australopithecus afarensis com cerca de 3,2 milhões de anos. Foi encontrado durante as escavações arqueológicas coordenadas pelo antropólogo Donald Johnson em 1974, no deserto do Triângulo de Afar.

Seu descobrimento e pesquisa é de extrema importância porque trata-se de uma das espécies hominídeas mais antigas, sendo um dos nossos vínculos com o passado mais remoto da humanidade.

Como o nome “Lucy” bem indica o corpo é de uma fêmea. Ela foi batizada dessa forma graças à música dos Beatles, Lucy in the Sky With Diamonds, que, de acordo com os relatos dos pesquisadores envolvidos no seu achado, estaria tocando no momento das escavações.

Foi graças a uma analogia a ela que um dos nossos fósseis brasileiros mais antigos chama-se “Luzia”.

Atualmente Lucy está em exposição no Museu Nacional da Etiópia, na capital etíope Addis Abeba.


Notícia sugerida por Márcia Sandrine.

Avatar

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *