A nova proposta para o canal do Arqueologia Egípcia

Iniciarei este texto falando que organizar um canal no Youtube não é fácil; dá muito trabalho e para piorar é uma atividade extremamente mal remunerada e que conta com o ódio de muita gente (vai lá entender).

Entretanto, é algo que gosto muito de fazer. Não sei explicar o motivo, mas me sinto extremamente feliz quando pessoas de diferentes lugares aparecem no canal comentando que aprenderam algo novo, tirando dúvidas ou simplesmente agradecendo pelo vídeo gravado.

Fico também muito encantada quando vejo as pessoas divulgando para os amigos e pedindo para que eles assistam. É como se fosse uma corrente de respeito e cumplicidade. É muito bonito.

Por isso, em agradecimento aos números cada vez mais crescente de inscritos, irei organizar vídeos com conteúdos especiais, onde será dada mais atenção aos detalhes. A ideia é que a cada 1000 inscrições gravarei um vídeo mais amplo sobre um tema especifico. Já montei até uma lista:

1.000 inscritos: Nada foi feito

2.000 inscritos: Arquitetura egípcia

3.000 inscritos: *Aberto para sugestões*

4.000 inscritos: Joias dos tempos dos faraós

5.000 inscritos: Vestimentas durante a Egito Antigo

Esta lista está aberta para sugestões e farei o possível para passar o assunto com todo carinho. O de 2.000 já está relativamente próximo, então já estou começando a separar alguns materiais para falar sobre a arquitetura. Adiando que abordarei tanto a arquitetura monumental, como funerária e domestica.

A Pirâmide Escalonada de Djozer. Imagem disponível em < http://fineartamerica.com/featured/step-pyramid-2-joe-k-ng.html >. Acesso em 26 de junho de 2013.

Se quiser se inscrever clique aqui ou no botão abaixo:

Quando o Brasil viu a Segunda Grande Guerra

Na terça passada fui conferir a exposição “Sergipe viu a guerra” para pegar algumas imagens para o nosso mini-doc. Ela foi montada no Palácio Museu Olímpio Campos, que no passado foi o lar dos governadores do Estado.

Palácio Museu Olímpio Campos.

Dessa vez fui acompanhada do estudante de Arqueologia, Nicolas Santos, que também é meu amigo. O seu rosto já é conhecido por alguns de vocês por conta do vídeo “Visitando o Museu Egípcio Itinerante”.

Como esse rapaz cresceu 😀 Em breve será arqueólogo.

Em um post anterior comentei sobre a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial e o papel do Estado de Sergipe nisso e durante essa visita ao Palácio conheci um fato interessante: foi nele onde o governador da época anunciou para a população a entrada do país na guerra ao lado dos Aliados para vingar as mortes causadas pelos torpedeamentos e das quais nenhum sergipano saiu vivo. Este pronunciamento foi feito exatamente nesta sacada:

Ainda tenho que agendar mais gravações, inclusive entrevistas. Alguns colegas estão sendo muito legais tentando ajudar. Fico feliz pelo apoio. Estou realmente me dedicando nesse presente para vocês. É como se eu estivesse criando isso para os meus filhos e olha que nem tenho filhos!

Esse mini-doc não vai ser depositado no canal do Arqueologia Egípcia, mas em outro chamado… (sintam um ar de mistério aqui) … “Descobrindo o Passado”. Caso queiram se inscrever é só clicar aqui. Por conta de incompatibilidade de agenda eu não sei quando esse material estará no ar, mas avisarei aqui no blog ou na página dele no Facebook. Clique aqui para seguir. ❤

Sobre a exposição “Sergipe viu a guerra”:

Datas: Ela estará disponível para a visitação até o dia 13 de maio.

Valor: A entrada no museu é gratuita.

Dia e hora: Aberto a partir da terça-feira (confira na página deles os dias exatos).

Fotografias: Fotos e vídeos são permitidos neste espaço (não no restante do edifício).

Mais informações: https://www.facebook.com/palaciomuseu.olimpiocampos/

Jurassic World no Telecine e Paleontologia para vocês

Mês passado estreou no Telecine o filme Jurassic World, um dos vencedores de bilheteria do ano de 2015. Sua estreia nos cinemas me influenciou a gravar o vídeo “Arqueólogos e dinossauros? Arqueologia versus Paleontologia” para apresentar as semelhanças entre essas duas disciplinas e esclarecer suas diferenças, inclusive a principal delas: a de que ao contrário de paleontólogos, arqueólogos não escavam dinossauros.

Então, para vocês que curtiram o filme ou que simplesmente acham dinossauros muito legais eu separei alguns vídeos interessantes para que possam assistir, aprender um pouco sobre o passado do nosso planeta e sair por aí tirando onda mostrando os seus conhecimentos.

Meu copo do Velociraptor Squad. Blue é a minha garota! Quem assistiu o filme irá entender 😀

O primeiro vídeo que indico é o que gravei para o Arqueologia Egípcia. Nele visito um laboratório de Paleontologia. É um vídeo longo, como comento na introdução dele é praticamente um documentário. Vale muito a pena conferir:

Os dois vídeos a seguir são de paleontólogos comentando o filme Jurassic World e falando sobre os animais que aparecem na película. Ambos possuem spoiller:

Por fim, uma descontração: o próximo vídeo é de um zooarqueólogo cantando que nós (arqueólogas e arqueólogos) não escavamos dinossauros: 🙂

Vou aproveitar para falar que estou lendo o livro que inspirou estes filmes de parques com dinossauros: o “Jurassic Park”, escrito pelo Michael Crichton. Se rolar escrevo um post comentando a leitura 😀