Se encante com estas fotos da tumba do faraó Seti I

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

Seti I foi o segundo faraó da 19ª Dinastia (Novo Império) e por conta das realizações do seu governo é considerado por alguns egiptólogos como o governante que estreou o Período Ramséssida, em vez do seu pai, Ramsés I. Sua Grande Esposa Real foi Tuya, a mãe de Ramsés II e de possivelmente mais outras três crianças: um primogênito (mas falecido jovem), Tia e Hanutmiré (que se casou mais tarde com Ramsés II).

— Saiba mais: Seti I: o primeiro ramséssida.

Não se sabe por quantos anos ele governou o Egito. Alguns acadêmicos apontam que foi por 13, outros que foi por 17 ou 20 anos. A análise da sua múmia não aponta nenhuma violência, por isso acredita-se que ele faleceu provavelmente de causas naturais.

A sua sepultura está localizada no Vale dos Reis, uma das maiores necrópoles reais do país. Ela recebeu o código tombo KV-17. Descoberta em outubro de 1817, pelo explorador Giovanni Battista Belzoni (1778 — 1823), ela já tinha sido saqueada na antiguidade, mas, não deixou de ser um maravilhoso achado arqueológico, graças ao nível de conservação de suas pinturas parietais. Confiram abaixo algumas delas:

Tumba de Seti I , Sethi I , Luxor Egipto , Egypt. 27-05-2016 .

Tumba de Seti I , Tomb of Seti I , Sethi I -Sala de la "Vaca Celestial"- Luxor Egipto , Egypt. 27-05-2016 .

Fonte de todas as fotografias: Soloegipto.com

Gostou desse post? Então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais!

Tumba de um escriba é descoberta no Egito

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

No último dia 31 de janeiro foi anunciada a descoberta de uma tumba do Periodo Ramsessida, pertencente a um homem chamado Khonsu, identificado na sepultura como “Escriba Real”.

Localizada em El Khokha, Luxor, ela foi encontrada por uma equipe de arqueologia da Universidade de Waseda, coordenada pelo professor Jiro Kondo, responsável pela limpeza de um túmulo de um homem chamado Userhat. “Durante a limpeza da parte oriental do pátio da frente da tumba de Userhat, um grande buraco esculpido na parte norte foi encontrado. Depois de rastejar pelo buraco, foi descoberto que ele levava à parede sul da saída do túmulo de Khonsu.”[1], comentou o arqueólogo ao Luxor Times.

Entrada da tumba. Foto: Divulgação.

O locar possui uma forma de “T”, sendo composto por um corredor que leva à câmara funerária. Ele está ricamente adornado com textos e imagens religiosas, a exemplo da Barca Solar precedida por quatro babuínos, que remete a passagem do dia.

Barca Solar e babuínos. Foto: Divulgação.

Khonsu, em outra decoração, é identificado como “Verdadeiro escriba de renome”. A sua esposa também aparece em uma das imagens do sepulcro, o acompanhando em uma reverência aos deuses Osíris e Ísis.

O casal representado na tumba. Foto: Divulgação.

A tumba ainda se encontra coberta com pedras, então certamente mais iconografias serão reveladas no futuro.

Fontes:

[1] Royal scribe tomb discovered in Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2017/01/royal-scribe-tomb-discovered-in-luxor.html?m=1 >. Acesso em 03 de fevereiro de 2017.

Tomb of Ramesside-era royal scribe uncovered in Luxor. Disponível em < http://english.ahram.org.eg/News/257292.aspx >. Acesso em 03 de fevereiro de 2017.

12 tumbas provavelmente datadas do tempo dos faraós Tutmosis III e Amenhotep III são descobertas no Egito

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

No dia 11/01/2017 foi anunciado que uma equipe de arqueólogos suecos descobriu em Gebel el-Silsila, próximo a Assuã, doze tumbas escavadas na rocha datadas da 18ª Dinastia, mais especificamente provavelmente dos reinados dos faraós Tutmosis III e Amenhotep III [1][2].

Foto: Divulgação/MSA

Observando o comunicado de imprensa apresentado pelo Ministério das Antiguidades do Egito é possível ver que alguns aparatos funerários (a exemplo de sarcófagos de arenito, caixões de cerâmica, cartonagem pintada, recipientes têxteis e orgânicos, vasos de cerâmica, uma variedade de joias e amuletos) ainda estão presentes no local. Três sepultamentos de crianças e de animais (fósseis de ovelhas e cabras, assim como um par de perca do Nilo e um crocodilo quase completo) também estão presentes [1].

Foto: Divulgação/MSA

A descoberta foi realizada por uma equipe de arqueólogos suecos coordenados pela professora Dra. Marial Nilsson e John Ward, da Lund Universit. Eles trabalham no local desde 2012 e já tinham realizado outras descobertas, como a de um templo em 2015 [1][2].

Foto: Divulgação/MSA

Foto: Divulgação/MSA

Já olhando o cemitério de forma geral, a Dra. Nilsson afirmou que entre a maioria dos dos restos humanos recuperados foi visto que muitos dos indivíduos eram saudáveis, apesar das análises bioarqueologicas apontar que eles possuem indícios de que exerceram trabalhos intensos. Em soma, pouca evidência de desnutrição e infecção foi descoberta, assim como muitas lesões possuem traços de cura, apontando que após se machucar seriamente essas pessoas receberam atendimento médico [1].

Fontes:

[1] Swedish mission discovered 12 New Kingdom tombs in Upper Egypt. disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2017/01/swedish-mission-discovered-12-new.html?m=1 >. Acesso em 11 de janeiro 2017.

[2] Hallan en Egipto una docena de tumbas excavadas en roca de tiempos de Tutmosis III y Amenhotep III. disponível em < http://www.abc.es/cultura/abci-hallan-egipto-docena-tumbas-excavadas-roca-tiempos-tutmosis-y-amenhotep-201701111354_noticia.html >. Acesso em 11 de janeiro 2017.

(Vídeo) Sobre as supostas câmaras ocultas na tumba de Tutankhamon

Semana passada liberei mais um post acerca das pesquisas realizadas na tumba do faraó Tutankhamon (clique aqui para conferir e aqui para ver todas as postagens escritas sobre o assunto). Agora disponibilizo no site o vídeo onde respondo algumas questões bem gerais que tais estudos despertaram no público.

Tutankhamon na KV-62. Foto: Factum Arte.

Youtube | Facebook | Instagram | Twitter