Egito prepara grande procissão fúnebre para múmias de faraós

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

O Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito está se preparando para transferir as múmias de alguns dos mais famosos faraós, que estão no Museu Egípcio do Cairo, para o Museu Nacional da Civilização Egípcia de Fustat. No total, 22 múmias reais serão transferidas sendo 4 delas de rainhas. Cada uma em seus próprios transportes, mas não serão transportes quaisquer! Olhem o que foi preparado para o cortejo:

Entre as múmias que serão transferidas estão a de Ramsés II, Seqenenre Tao, Tutmés III, Seti I, Hatshepsut e as rainhas Meritamen e a Ahmose Nefertari. Esses corpos foram encontrados no final do século 19 na TT320, um esconderijo real localizado em Deir el Bahari:

A preparação do Museu Nacional da Civilização Egípcia para receber esses corpos e outros artefatos arqueologicos, é um dos projetos mais importantes realizados pelo governo egípcio em cooperação com a UNESCO.

— Veja também: Novidades sobre o museu que abrigará múmias de faraós

O que sabemos por hora é que a a celebração começará com a iluminação da Praça Tahrir, onde está o Museu Egípcio, e uma cortina será levantada sobre o obelisco e os carneiros circundantes. Nesse momento terá início a grande cerimônia do translado das múmias.

Praça Tahir iluminada.

Ao longo da procissão música será tocada e os prédios localizados no trajeto ganharão um show de luz com destaque para o azul. Lembrando que o azul era uma cor sagrada para os antigos egípcios. 

Cada carro carregará o nome de sua respectiva múmia tanto em egípcio antigo como em árabe egípcio. Todas as fotos que temos no momento foram tiradas por Muhammad Ramadan um graduado do Al-Alsun College. 

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por 🎄🎅🏾Márcia Jamille 🎅🏾🎄 (@marciajamille)

O governo egípcio tem treinado o desfile fúnebre para ter certeza que ocorrerá tudo bem. Lembrando que mesmo mortos há mais de 3000 anos os egípcios ainda consideram esses reis e rainhas como líderes de estado. Já Tutankhamon não fará parte dessa procissão. O corpo desse rei permanecerá no Vale dos Reis. Saiba mais sobre esse assunto:

A data da transferência ainda não foi disponibilizada. Originalmente o governo egípcio esperava convidar a imprensa internacional para acompanhar o cotejo fúnebre. Contudo, devido a pandemia do novo coronavírus, provavelmente esses planos mudarão. 

Fontes: 

Preparations for transfer of 22 royal mummies finalized. Disponível em < https://www.egypttoday.com/Article/4/79668/Preparations-for-transfer-of-22-royal-mummies-finalized >. Acesso em 17 de janeiro de 2020.

Egypt’s min. of tourism & antiquities embarks on an inspecting tour in NMEC. Disponível em < https://www.egypttoday.com/Article/4/88463/Egypt%E2%80%99s-min-of-tourism-antiquities-embarks-on-an-inspecting-tour >. Acesso em 14 de junho de 2020

Disponível em < https://tourismtourism445.blogspot.com/2020/12/blog-post_2.html?m=1&fbclid=IwAR1fPtHxpRmTFRd8412Lq91PGuh-L7PvDZtlNZA-y_AuRtTdOuAIJUa3bVw >. Acesso em 02 de dezembro de 2020. محمد رمضان عشماوي يلتقط صور للاستعدادت الأخيرة لموكب نقل المومياوات الملكية (صور)

Disponível em < http://gate.ahram.org.eg/News/2537682.aspx >. Acesso em 02 de dezembro de 2020. «السياحة والآثار» تضع اللمسات الأخيرة للكشف عن أكبر موكب ملكي | صور

Disponível em < https://www.youm7.com/story/2020/12/2/%D9%85%D9%8A%D8%AF%D8%A7%D9%86-%D8%A7%D9%84%D8%AA%D8%AD%D8%B1%D9%8A%D8%B1-%D8%AD%D8%AF%D9%8A%D8%AB-%D8%A7%D9%84%D8%B3%D8%A7%D8%B9%D8%A9-%D8%B9%D9%84%D9%89-%D9%85%D9%88%D8%A7%D9%82%D8%B9-%D8%A7%D9%84%D8%AA%D9%88%D8%A7%D8%B5%D9%84-%D8%A8%D8%B9%D8%AF-%D8%B8%D9%87%D9%88%D8%B1-%D8%B9%D8%B1%D8%A8%D8%A7%D8%AA/5095752  >. Acesso em 02 de dezembro de 2020 . ميدان التحرير حديث الساعة على مواقع التواصل بعد ظهور عربات نقل المومياوات.. صور

Disponível em < https://www.masrawy.com/news/news_egypt/details/2020/12/2/1923399/%D8%A8%D8%A7%D9%84%D8%B5%D9%88%D8%B1-%D8%A8%D8%B1%D9%88%D9%81%D8%A7%D8%AA-%D8%A7%D9%84%D9%85%D9%88%D9%83%D8%A8-%D8%A7%D9%84%D8%B9%D8%A7%D9%84%D9%85%D9%8A-%D9%84%D9%86%D9%82%D9%84-%D8%A7%D9%84%D9%85%D9%88%D9%85%D9%8A%D8%A7%D9%88%D8%A7%D8%AA-%D8%A7%D9%84%D9%85%D9%84%D9%83%D9%8A%D8%A9-%D9%84%D9%85%D8%AA%D8%AD%D9%81-%D8%A7%D9%84%D8%AD%D8%B6%D8%A7%D8%B1%D8%A9- >. Acesso em 02 de dezembro de 2020. بالصور.. بروفات الموكب العالمي لنقل المومياوات الملكية لمتحف الحضارة

Créditos das fotos: Mohamed Ramadan (2020).

Aeroporto do Cairo ganha museu com múmias egípcias

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

No dia 26 de julho de 2020 (dia do arqueólogo aqui no Brasil… Ok, informação irrelevante no momento, mas está aí a curiosidade), a equipe que trabalha no Museu do Aeroporto do Cairo, mais especificamente no Terminal 3, montou mais painéis para a exibição de antiguidades egípcias. Quando for inaugurado, esse museu repaginado contará com 70 artefatos arqueológicos exibindo, inclusive, múmias egípcias.

Eles foram escolhidos a dedo para representar os diferentes aspectos da civilização egípcia antiga, indo desde a era faraônica, à cultura copta e islâmica.

Sobre as múmias, as informações dadas é que uma remonta à Época Tardia e trata-se de um homem com os braços cruzados no peito, posição típica de faraós. Já a outra remota à era romana e ainda possui sua máscara mortuária.

Esse museu é uma oportunidade dos viajantes, só de chegarem ao aeroporto, serem impactados pela história do Egito, além de dar uma oportunidade aos que só estão fazendo escala no país. Essa é também uma forma de receber de braços abertos os turistas que futuramente visitarão o Egito após o fim da pandemia da COVID-19.

Em soma, um novo salão de exposições está sendo preparado no Terminal 2 e esse contará com uma área de aproximadamente 150 metros.

— E mais: Já teve curiosidade em saber como seria viver uma estudante de Arqueologia em um jogo? Então acompanhe a série “Aventuras na Arqueologia”:

Fonte:

In Pics: Final touches placed on Cairo’s Airport Terminal 3 museum ahead of opening. Disponível em < https://www.egypttoday.com/Article/4/90139/In-Pics-Final-touches-placed-on-Cairo’s-Airport-Terminal-3 >, acesso em 04 de agosto de 2020.

Todas as fotos desse post são de autoria do Ministério das Antiguidades e Turismo do Egito.

Egito está se preparando para inauguração do maior museu de antiguidades do mundo

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Uma das vistas mais emblemáticas do platô de Gizé, onde está a Grande Pirâmide do Egito, é um edifício onde se encontra aquele que será o maior museu do mundo dedicado a uma única civilização: o Grande Museu Egípcio. 

Foto: Dana Smillie

A ideia da criação do Grande Museu Egípcio surgiu como uma tentativa de se criar um museu modelo e aliviar as várias reservas técnicas espalhadas pelo país, que estavam abarrotadas de artefatos arqueológicos.

Depois de anos de construção e incidentes — como um incêndio ocorrido em 2018 —, o sonho da inauguração oficial está cada vez mais próximo.   

O Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito anunciou ontem que foram finalizados mais de 90% do Grande Museu Egípcio e que ele deve ser inaugurado no último trimestre deste ano de 2020 (a expectativa é que seja em novembro).

Foto: Dana Smillie

Vários artefatos de grande valor simbólico e histórico já foram transferidos para o Grande Museu, tais como todos os artefatos relacionados ao faraó Tutankhamon e os “recentemente” descobertos 30 ataúdes de madeira encontrados na vila de Al-Assasif (próxima da cidade de Luxor).

Ele também contará como um museu infantil, um centro de artesanato, um espaço dedicado aos Barcos Solares, dentre outras coisas.

Fonte:

90 percent of GEM work is finished. Disponível em < https://www.egypttoday.com/Article/4/79339/90-percent-of-GEM-work-is-finished >, Acesso em 06 de janeiro de 2020.   

O que você precisa saber sobre o Museu Akhenaton!

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

O Egito tem empreendido uma série de restauros e construções de museus e dentre eles está o Museu Akhenaton. Com sua forma triangular parecida com as Grandes Pirâmides de Gizé, trata-se do terceiro maior museu do país. Foi idealizado no ano de 1979 com o objetivo de expor ao público a religião e história do Período Amarniano, assim como alguns aspectos gerais da história egípcia. 

Porém, as obras de construção só tiveram início em 2002 e foram interrompidas após a eclosão da revolução de 25 de janeiro de 2011, uma vez que isso teve um impacto negativo nas condições econômicas e de segurança do país. Em 2014 as obras foram retomadas e agora espera-se que tudo esteja pronto este ano.

O edifício principal fica em uma área de cerca de 5.000 metros quadrados e é cercado por um grupo de bazares, possui 16 salas, uma biblioteca, uma sala de conferência, um teatro e um centro de restauração, que é o maior do Alto Egito.

Akhenaton foi um faraó da XVIII Dinastia (Novo Império). Filho de Amenhotep III com a rainha Tiye ele casou-se com Nefertiti e iniciou uma série de mudanças no âmbito religioso e artístico. Ele provavelmente foi pai do faraó Tutankhamon. 

Fonte:

All you need to know about Akhenaten Museum. Disponível em < https://www.egypttoday.com/Article/4/74041/All-you-need-to-know-about-Akhenaton-Museum >. Acesso em 23 de agosto de 2019.

Conheça o novo lar bilionário dos tesouros arqueológicos do Egito

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

O turista que visitar por estes dias o Platô de Gizé, lar das três grandes pirâmides do Egito, poderá ver ao longe cerca de 5.000 operários trabalhando 24 horas por dia para terminar o Grande Museu Egípcio (GEM), cuja promessa de inauguração se arrasta por anos. Agora, acredita-se que este grande prédio estará disponível para a visitação em 2020. Quando ele estiver pronto e totalmente funcional se tornará o maior museu do mundo dedicado a uma única civilização.

Foto: Dana Smillie

A ideia da criação do Grande Museu Egípcio surgiu como uma tentativa de se criar um museu modelo e ao mesmo tempo afrouxar o Museu Egípcio, na praça Tahrir, no Cairo, que estava cada vez mais abarrotado de artefatos arqueológicos: muitos dos quais permanecem em seu porão sem um tratamento adequado e a maioria nem mesmo foi estudado. Além disso, o GEM terá um centro de estudos aberto a arqueólogos de todo o mundo, centros de conferências, cinemas, lojas e vários restaurantes.

“Todos os meios de tecnologia moderna foram levados em consideração para tornar isso uma experiência inesquecível para o visitante, mas ao mesmo tempo fornecer o melhor ambiente possível para os artefatos.”, explicou Tarek Tawfik, diretor-geral do museu à CNN.

Foto: Dana Smillie

O Grande Museu Egípcio trata-se de um edifício gigantesco com uma enorme fachada de vidro que apresenta um grande panorama do Platô de Gizé e naturalmente as três pirâmides dos reis e a Grande Esfinge, que ficam a apenas dois quilômetros de distância. Por fotos é possível ver a dimensão do lugar. Esforços não foram poupados para igualar o edifico às antigas obras dos faraós. Ele possui um formato triangular e é forrado por uma parede translucida de calcita. O design é assinado pelo estúdio irlandês Heneghan Peng.

Imagem: Divulgação

“Ter um edifício que se harmonize bem com essas pirâmides e forneça, para a próxima geração de jovens egípcios, um lugar onde eles possam realmente conhecer as raízes da civilização de sua história – isso é algo fantástico”, disse Tawfik.

Imagem: Divulgação

Custando mais de 1 bilhão de dólares, o GEM irá realojar e restaurar algumas das mais preciosas relíquias do país, a exemplo dos tesouros do faraó Tutankhamon, os quais estão recebendo atenção especial. Algumas peças já foram restauradas, a exemplo de uma de suas roupas: uma túnica que jamais tinha sido apresentada ao público. Assim como um dos seus muitos pares de sandálias. Quando este calçado em questão foi entregue a um conservador chamado Mohamed Yousri, não se existia muitas esperanças de recuperação, as solas haviam se desintegrado e os enfeites de contas estavam em frangalhos. Mas, o seu esforço valeu a pena. A sandália está restaurada e pronta para ser exibida ao público.

Foto: Dana Smillie

Só a título de curiosidade: o museu terá 93.000 metros quadrados de espaço de exposição, onde os artefatos de Tutankhamon ocuparão cerca de um terço.

Uma dezena de outros artefatos ao longo dos últimos anos têm recebido atenção dos conservadores do museu, que agora tem o seu espaço como um dos maiores centros de conservação do mundo.

A construção do GEM passou por uma série de altos de baixos. Tendo a sua construção se iniciado em 2010, sua inauguração foi atrasada várias vezes: além de ter assistido a Primavera Árabe em 2011, sofreu com a ausência de verbas para a sua construção. Hoje é a esperança de reviver o turismo no Egito, que decaiu nos últimos anos e só agora começa a se reerguer.

Fonte:

Egypt’s treasures to receive a new $1 billion home. Disponível em < https://edition.cnn.com/style/article/grand-egyptian-museum/index.html >. Acesso em 6 de junho de 2018.
En la pirámide de Tutankamón. Disponível em < http://www.elcorreo.com/culturas/piramide-tutankamon-20180324102115-nt.html?edtn=bizkaia >. Acesso em 2 de junho de 2018.

Incêndio destruiu parte do Grande Museu Egípcio: as causas ainda são desconhecidas

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

No último dia 29 de abril (2018), como anunciado na nossa página no Facebook, um incêndio irrompeu em um dos prédios do Grande Museu Egípcio, cuja inauguração está prevista para este ano de 2018. As chamas tiveram início ainda pela manhã e atingiu a área do prédio de conferências e um guindaste próximo. O fogo foi contido 1 hora depois pelo o corpo de bombeiros do próprio museu com o auxílio do caminhão dos bombeiros da Segurança Civil.

Proposta de como seria o GEM totalmente pronto.

Felizmente não existem vítimas, nenhum artefato arqueológico foi danificado e no geral a estrutura do prédio está bem.

GEM em 2013. Foto: Neal Spencer. 2013.

A causa do desastre ainda é desconhecida e uma investigação foi aberta.

O Grande Museu Egípcio foi construído com a finalidade de ser o maior do Egito e abrigará algumas das peças arqueológicas mais importantes do país, a exemplo daquelas pertencentes a tumba do faraó Tutankhamon, que foi descoberta praticamente intacta em 1922. Veja abaixo algumas imagens.

 

Fontes:

No one hurt, no artefacts damaged in scaffolding fire outside Grand Egyptian Museum: Ministry. Disponível em < http://english.ahram.org.eg/News/298579.aspx >. Acesso em 29 de abril de 2018.

Investigations still under way into Grand Egyptian Museum’s fire. Disponível em < http://www.egyptindependent.com/investigations-still-under-way-into-grand-egyptian-museums-fire/ >. Acesso em 29 de abril de 2018.

 

(Vídeo) Montando a exposição egípcia no Museo de Pontevedra

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Este é um vídeo muito legal que mostra a instalação de uma exposição sobre o Antigo Egito no Museo de Pontevedra. Vale a pena ver, para que vocês tenham uma ideia de como é que ocorre o manuseio das peças. Notem que a equipe de preparação sempre está utilizando luvas e o local é totalmente arejado. O vídeo dura 2min17.

Em alguns momentos tem uma moça tirando fotos de detalhes da peça. Não sei o real motivo nesta situação, mas usualmente isto é feito para acompanhar melhor a integridade do artefato, ou seja, fotografias são registradas em intervalos de tempo (semana, meses etc) para ver se o objeto sofreu alguma alteração em detrimento do clima, vandalismo etc.

Museu Casa de Howard Carter (Museum Howard Carter’s House)

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

 

A casa do arqueólogo Howard Carter, o responsável pela descoberta da tumba de Tutankhamon em 1922, está localizada no lado oeste de Luxor, um pouco antes da entrada para o Vale dos Reis e esteve por longo período sem uso. Para contornar este problema, durante a gestão do Dr. Zahi Hawass no SCA foi decidido que o local seria transformado em um museu onde os visitantes poderiam caminhar por suas salas, escritório, estúdio de fotografia, cozinha e quartos [1].

A importância desta residência se dá pelo o momento histórico ao qual ela fez parte: foi lá que Carter ficou hospedado durante seus trabalhos de catálogo dos artefatos da tumba, que provavelmente algumas das fotografias do túmulo foram reveladas e onde realizou praticamente todas as suas anotações das impressões que ele tinha do sepulcro, dos funcionários, visitantes, dos métodos de pesquisa e por fim acerca do próprio Tutankhamon.

Abaixo fotografias do local:

Casa do Arqueólogo Howard Carter em Luxor. Disponível em . Acesso em 05 de outubro de 2013.

Casa do Arqueólogo Howard Carter em Luxor. Disponível em < http://worldoutthere.net/luxor-guide-our-egypt-insiders-top-five >. Acesso em 05 de outubro de 2013.

 

Escritório de Howard Carter em sua casa em Luxor. Disponível em . Acesso em 06 de outubro de 2013.

Escritório de Howard Carter em sua casa em Luxor. Disponível em < http://www.tripadvisor.co.uk/Attraction_Review-g294205-d1637143-Reviews-Howard_Carter_House-Luxor_Nile_River_Valley.html >. Acesso em 06 de outubro de 2013.

 

Escritório de Howard Carter em sua casa em Luxor. Disponível em . Acesso em 06 de outubro de 2013.

Escritório de Howard Carter em sua casa em Luxor. Disponível em < http://enjoyluxor.wordpress.com/tag/lord-carvarnon/ >. Acesso em 06 de outubro de 2013.

 

Uma das salas de Howard Carter em sua casa em Luxor. Disponível em . Acesso em 06 de outubro de 2013.

Uma das salas de Howard Carter em sua casa em Luxor. Disponível em < http://androidtravel.com/mustsee/showPlace.php?id=25436&name=Howard%20Carter%20House, >. Acesso em 06 de outubro de 2013.

 

Detalhe de parede na casa de Howard Carter em Luxor. Disponível em . Acesso em 06 de outubro de 2013.

Detalhe de parede na casa de Howard Carter em Luxor. Disponível em < http://enjoyluxor.wordpress.com/tag/lord-carvarnon/ >. Acesso em 06 de outubro de 2013.

 

Objetos na casa de Howard Carter em Luxor. Disponível em . Acesso em 06 de outubro de 2013.

Objetos na casa de Howard Carter em Luxor. Disponível em < http://enjoyluxor.wordpress.com/tag/lord-carvarnon/ >. Acesso em 06 de outubro de 2013.

 

Máquina de escrever de Howard Carter. Foto: Tim Beddow. Disponível em . Acesso em 06 de outubro de 2013.

Máquina de escrever de Howard Carter. Foto: Tim Beddow. Disponível em < http://hollisterhovey.blogspot.com.br/2010/11/castle-carter.html >. Acesso em 06 de outubro de 2013.

 

Cômodo da casa de Howard Carter. Disponível em . Acesso em 06 de outubro de 2013.

Cômodo da casa de Howard Carter. Disponível em < http://egyptsitesblog.wordpress.com/2010/03/11/castle-carter-deir-el-bahri/ >. Acesso em 06 de outubro de 2013.

 

Uma das salas de Howard Carter em sua casa em Luxor. Disponível em . Acesso em 06 de outubro de 2013.

Uma das salas de Howard Carter em sua casa em Luxor. Disponível em < http://enjoyluxor.wordpress.com/tag/lord-carvarnon/ >. Acesso em 06 de outubro de 2013.

 

Carter faleceu em 1939 na Inglaterra, 17 anos após a tumba ter sido descoberta. A casa então permaneceu em um longo estado de abandono até ter sido reformada e finalmente transforma no museu.

 

Curiosidades:

◘ De acordo com um dos comentários no site Tripadvisor, dentre os objetos pessoais de Carter expostos está o seu diário aberto na página da sua anotação comentando a morte do Lorde de Carnarvon.

◘ Na exposição é possível também encontrar a câmera original de Harry Burton, o fotografo oficial da descoberta da KV-62

◘ A famosa fotografia do Lorde Carnarvon sentado acomodado em uma poltrona foi registrada na varanda da residência.

◘ Em 2009 o Dr. Zahi Hawass anunciou que seria possível a qualquer interessado alugar a casa em 2010 para passar a noite do aniversário da descoberta da tumba de Tutankhamon (4 de novembro) por 20,000 dólares [2].

 

Referências:

[1] Howard Carter’s House and Luxor. Disponível em < http://www.drhawass.com/blog/howard-carters-house-and-luxor >. Acesso em 05 de outubro de 2013.

[2] Opening of the Carter Dig House, Luxor, Egypt. Disponível em < http://luxor-news.blogspot.com.br/2009/11/opening-of-carter-dig-house-luxor-egypt.html >. Acesso em 06 de outubro de 2013.