(Vídeo) Portas Falsas: uma ligação entre os mortos e os vivos

Não! Definitivamente as “portas falsas” do Egito Antigo não tem nada a ver com armadilhas escondidas em pirâmides! Na verdade, foi um componente religioso muito importante para a religião egípcia.

Porta Falsa de Mereruka. Foto: Wikimedia Commons.

A sua ideia era simular uma ligação entre o mundo dos vivos e dos mortos, ou seja, que através dela o Ka (uma das partes que constitui o indivíduo; no vídeo explico) poderia passear livremente.

Youtube | Facebook | Instagram | Twitter

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]