Trabalho no Egito antigo: greves, maus-tratos e direitos

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram A sociedade egípcia era extremamente hierarquizada. São raros os exemplos de pessoas de determinadas classes sociais mais baixas que ascenderam na vida[1]. O comum era que o pai/mãe ensinasse a sua função para os seus filhos porque tinham a certeza de que seriam sucedidos por eles (FROOD, 2010; SPENCER, 2010). A maioria das funções tinha como objetivo suprir as necessidades do Estado tanto no âmbito político-religioso - como era o caso Leia mais [...]