Encontradas 13 peças do Museu Egípcio

Esta manhã anunciei no meu mural no Facebook que quatro peças roubadas do Museu Egípcio do Cairo foram recuperadas, no entanto, a UOL lançou a notícia de que treze teriam sido recuperadas (a não ser que o repórter contou com as demais que foram reavidas anteriormente).

Abaixo uma reprodução na integra da reportagem da UOL:

Pelo menos 13 peças raras desaparecidas no Egito são encontradas em estação de metrô do Cairo

 

Pelo menos 13 de um total de 54 peças que desapareceram de sítios arqueológicos do Egito foram localizadas hoje (12) em uma das estações de metrô no Cairo. O arqueólogo egípcio Salah Mohamed afirmou ter encontrado uma mala na qual estavam quatro peças do túmulo do faraó Tutankamon.

As peças localizadas pelo arqueólogo foram roubadas do Museu Egípcio, em janeiro. Mohamed contou aos policiais que estava indo para o trabalho quando viu a mala abandonada e a abriu para verificar o que havia dentro.

Na mala, estavam uma estátua de madeira dourada de Tutankamon (1336-1327 a.C.), que representa o faraó em pé sobre um barco, exibindo uma lança. A peça foi roubada na noite de 29 de janeiro, quando o Museu Egípcio foi saqueado durante a onda de protestos contra o regime do ex-presidente Hosni Mubarak.

O ministro de Estado de Antiguidades do Egito, Zahi Hawas, disse hoje que as quatro peças serão recolocadas no Museu Egípcio, depois de serem restauradas, incluindo a estátua de Tutankamon. Segundo ele, esta peça apresenta danos visíveis, como a coroa e as pernas que foram retiradas.

Na mala, havia também dez estatuetas dos nobres Yuya e Tuya, que viveram durante o reinado de Amenhotep III (1390 a 1352 a.C.), um trompete de bronze de Tutankamon e um pedaço do leque real do famoso faraó.

Na próxima quinta-feira (14), o ministro de Antiguidades do Egito, Zahi Hawas, vai se reunir com primeiro-ministro egípcio, Esam Sharaf, para definir um plano de proteção dos monumentos do antigo Egito.

O arqueólogo quer propor a Sharaf  “a criação de um novo departamento da polícia egípcia dedicado à proteção das antiguidades” com agentes armados e treinados para garantir “a segurança e a proteção dos monumentos egípcios”.

*Com informações da Agência Lusa

UOL. Disponível em <http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2011/04/12/pelo-menos-13-pecas-raras-desaparecidas-no-egito-sao-encontradas-em-estacao-de-metro-do-cairo.jhtm> Acesso em 12 de Abril de 2011.

 

 

Peças do Museu Egípcio do Cairo são devolvidas, dentre elas uma estátua do faraó Tutankhamon. Fonte: UOL Notícias

 

 

 

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]