O Festival de Tutankhamon

Márcia Jamille Costa | @MJamille

 

Rosto de um dos ataúdes de Tutankhamon. Fotografia tirada pela a expedição ao Egito realizada pelo o Metropolitan Museum of Art. (Ano desc.)

O dia 4 de novembro é uma data esperada para a cidade de Luxor (Egito), pois nela comemora-se um importante evento chamado “Festival de Descoberta da Tumba de Tutankhamon”, em honra ao aniversário de descobrimento dos primeiros degraus que levam ao seu sepulcro.

Esta festividade busca remeter de forma simbólica ao Festival Opet, famoso na época de Tutankhamon, tendo sido inclusive retratado em uma das intervenções deste faraó em Kanark.

O aniversário da descoberta da KV-62 não é importante somente porque trouxe para a luz artefatos milenares, mas porque também levantou a moral do povo egípcio e fez nascer uma maior valorização para com a sua história faraônica.

 

 

Fonte:

El Festival de Tutankamón. Disponível em < http://www.eleconomista.es/turismo-viajes/noticias/3505017/11/11/El-Festival-de-Tutankamon.html > Acesso em 05 de novembro de 2011.

King Tut International Festival Luxor. Disponível em < http://www.asiarooms.com/en/travel-guide/egypt/luxor/festivals-and-events-in-luxor/king-tut-international-festival-luxor.html >. Acesso em 05 de novembro de 2011.

 

 

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]

5 comentários sobre “O Festival de Tutankhamon

  1. nunca ouvi falar deste festival opet,pra que ele servia?
    com cedrteza que era uma festa muito importante para os antigos e talvez pelo valor deveria ser comemortada nos dias de hoje…

    • Jaqueline, em poucas palavras o Opet era um dos muitos festivais que “reciclavam” a divindade do faraó assim como regenerava o poder dos demais deuses. Ele era realizado em terra e momentaneamente em água (quando ocorria o translado por barco da imagem do deus Amon do seu templo em Kanark até o encontro de sua esposa Mut e filho Khonsu em Luxor).

  2. Márcia , vida prosperidade e saúde .

    Gostaria de saber a sua opinião , sobre o projeto Amarna , de 22/09/2012 – 06/10/2012, com o Dr Barry kamp , fiquei empolgado , vou ate melhorar o meu pouco árabe .

    obrigado , minha irmã egípcia .

    • Olá Eugênio,

      Você está falando do Turismo Arqueológico, não é?

      Se você tiver condições para pagar e estiver muito animado para ir acho que vai valer a pena, afinal, quem tem o privilégio de fazer um passeio tendo Berry Kemp como guia?
      Até onde sei o dinheiro arrecadado será investido na recuperação dos palácios de Amarna, então: vai fundo!

      Em vez do árabe invista bem no seu inglês (se já for fluente melhor ainda) para fazer muitas perguntas ao professor Kemp.

      Abraços.

Os comentários estão desativados.