Alinhamento solar no templo de Abu Simbel: 22 de fevereiro e 22 de outubro

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

O templo de Abu Simbel foi construído na divisa do antigo território núbio e egípcio provavelmente no ano 24 do reinado de Ramsés II (DAVID, 2007). Sua edificação visava honrar os principais deuses – Amon, Ptah e Ra-Harakhte – além de deificar o próprio Ramsés II. Na época faraônica o edifício empregou um grande número de sacerdotes e servia de aviso para os estrangeiros advindos do Sul, mostrando a magnificência do império egípcio.

Templo de Abu Simbel. Disponível em <http://dailyinspires.com/wp-content/uploads/2013/02/Temple-of-Ramesses-II-Abu-Simbel-Wallpaper.jpg>. Acesso em 22 de outubro de 1922.

Na década de 1960 a UNESCO mobilizou uma grande campanha que arrecadou $40,000,000 para retirar o templo do seu local original e levá-lo para um local seguro, longe das enchentes provocadas pelas represas já existentes no Nilo e da própria Represa de Aswan, que até então estava ainda em projeto.

Dentro do templo de Abu Simbel. Ao final encontra-se o santuário com o quarteto de deuses. Disponível em <http://paradiseintheworld.com/wp-content/uploads/2012/10/abu-simbel-inside.jpg >. Acesso em 22 de outubro de 2014.

Foi reservada muita energia para dar ao edifício um aspecto semelhante ao que ele possuía em seu lugar original, inclusive o efeito solar que o monumento presencia atualmente duas vezes ao ano, um em 22 de fevereiro e outro em 22 de outubro. Entretanto, de acordo com a literatura, o templo original foi projetado para permitir que a luz do sol penetrasse o santuário nos dias 21 dos referidos meses e não no 22.

Quarteto de divindades sob luz artificial. Disponível em <http://hdwallpaperia.com/wp-content/uploads/2013/10/Abu-Simbel-Temple.jpg>. Acesso em 22 de outubro de 2014.

O efeito faria com que três das deidades (exceto Ptah), que ficam no santuário, fossem iluminadas por um feixe de luz. Estas datas são supostamente o aniversário de nascimento e o dia da coroação do rei, respectivamente, mas não há nenhuma evidência para apoiar isso.

Curiosidades:

Para assistir alinhamento solar pessoas invadem templo de Abu Simbel

As forças de segurança de Aswan, na manhã de sábado do dia 22 de fevereiro de 2014, não conseguiram impedir que um grande número de pessoas, que compreendiam desde egípcios a turistas, invadisse o templo. Estima-se que mais de 6,000 indivíduos foram prestigiar o fenômeno que foi associado com um dia religioso denominado “Santo dos Santos”. Enquanto alguns visitantes estavam em clima de festa, outros não ponderaram suas atitudes e forçaram a entrada no santuário.

Para ver mais fotos clique aqui.

Apesar de toda a confusão, de acordo com as fontes oficiais, o templo não sofreu danos.

Abu Simbel já virou um doodle

Para comemorar o evento em 2012 o Google transformou o templo em um doodle (uma daquelas imagens comemorativas que ficam na página inicial do navegador).

Doodle via Google. 2012.

 

Referências:

David O’CONNOR, Rita FREED e Kenneth KITCHEN. Ramsés II (Tradução de Francisco Manhães, Marcelo Neves). Barcelona: Fólio, 2007.
SILIOTTI, Alberto. Viajantes e Exploradores: A Descoberta do Antigo Egito (Tradução de Francisco Manhães, Michel Teixeira). Barcelona: Editora, 2007.

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro “Uma viagem pelo Nilo”.
[Leia seu perfil]

6 comentários sobre “Alinhamento solar no templo de Abu Simbel: 22 de fevereiro e 22 de outubro

  1. Parabéns pelo site gostei muito.
    Sou fã do antigo Egito e aproveitando a oportunidade, gostaria que me indica-se alguns livros do antigo Egito.
    Obrigado.
    E parabéns mais uma vez.

  2. Olá Márcia, gostei do teu site, bastante informativo e bem concebido! Eu gostaria de fazer uma pergunta: li, em um texto em alemão, Ramses-Miamen (inglês: Ramses Miamoun; francês: Ramsés Meiamoun). Pelas primeiras buscas que fiz, parece que se refere a Ramsés II, como deste artigo que você publicou. Mas o que seria este segundo nome? Obrigada desde já!

  3. Olá Marcia…recomende Ramses, vale a pena ler, Christian Jacques.
    Egiptólo frances que estudou muito para este livro.

Os comentários estão desativados.