(Comentários – Livro) Uma viagem pelo Nilo

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Seria bem injusto e contraditório eu escrever uma resenha do meu próprio livro, então realizei somente comentários acerca da publicação, detalhes e curiosidades da obra. Aqueles que tiverem interesse em ler a introdução ela está disponível neste link.

Uma viagem pelo Nilo. Márcia Jamille. 2014.

Lançado no início de 2014, Uma viagem pelo Nilo é uma apresentação de vários aspectos da sociedade egípcia, como o pensamento base da “dualidade” entre Osíris e Seth e a Maat versus o caos, e que nos auxilia a entender parte do pensamento politico-religioso do Egito faraônico. Comento também as teorias de quem teria sido o unificador do país e proporciono uma imagem do mundo religioso, com direito a um glossário de deuses, a explicação dos diferentes tipos de múmias de animais, comentários sobre o Período Amarniano e até mesmo sobre a ligação transcendental entre as sociedades egípcias com o meio aquático, que vai muito além do seu uso para a subsistência. Acerca deste capítulo devo reconhecer que está muito curto, especialmente porque foi o tema da minha monografia e dissertação. Entretanto, acredito que passei o assunto bem, mostrando os principais pontos que tornavam a água um ambiente especial para os egípcios. Sinceramente é um dos meus tópicos favoritos do livro.

Claro que todas as ciências-humanas são politicas e a Arqueologia e a Egiptologia não estão fora disto: nos dois últimos capítulos apresento um pouco do mundo da Egiptologia como a sua história, que não pode ser dissociada das praticas imperialistas da Europa e que ainda está ligada aos trabalhos realizados atualmente no país, uma posição que necessita urgentemente ser revista.

No livro está incluso um QR code para acesso rápido para o Arqueologia Egípcia através do seu smartphone, tablet ou iPhone. Claro que um livro inspirado em um site teria que ter uma ligação até ele. 😀

Um dos temas os quais fiquei acanhada em citar é acerca dos receios de alguns dos interessados em ganhar a vida com a Arqueologia Egípcia ou a Egiptologia. Explicando de forma simples ambas as disciplinas são extremamente tradicionais e relativamente fechadas — a tal ponto que alguns pesquisadores sentem orgulho em contar nos dedos quantos profissionais podem ser encontrados no seu país —, desta forma, para algumas pessoas pode ser desestimulador tentar seguir a profissão. Escrevi sobre este assunto inspirada na minha própria experiência e escutando relatos de alguns alunos.

Vídeos:

Curiosidades:

☥ Inicialmente a capa iria retratar um Benu, que é um dos animais mitológicos que mais gosto, além de ser um dos temas de uma tattoo que tenho no braço. Contudo no último instante surgiu esta maravilhosa foto de um gato egípcio com um escaravelho na testa. Foi amor à primeira vista porque une dois animais que amo muito (o gato e o escaravelho). Quem assina a fotografia é o Nic MC Phee;

☥ Para ser lançado e divulgado este livro teve três investidores anjos que atuaram em esferas diferentes;

☥ Graças a este livro acabei sendo citada em um jornal espanhol, o “La Vanguardia”, de Barcelona (Espanha).

Links que podem ser do interesse de vocês:

Como comprar: http://arqueologiaegipcia.com.br/umaviagempelonilo/ondecomprar.html
Facebook do Livro: https://www.facebook.com/umaviagempelonilo
Site: http://arqueologiaegipcia.com.br/umaviagempelonilo/
Tumblr: http://umaviagempelonilo.tumblr.com/

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]

2 comentários sobre “(Comentários – Livro) Uma viagem pelo Nilo

  1. Adorei o site muito informativo, e correndo atrás deste livro que, só de ler a resenha, virei fã de carteirinha.
    Espero um dia uma assinatura no meu futuro livro.
    E, se puder vir a livrarias em Goiânia, avise-me por e-mail para correr e pegar o autógrafo.

Os comentários estão desativados.