É escolhido o novo Ministro das Antiguidades Egípcias

 

 

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille

Esfinge e uma das pirâmides do platô de Gizé. Imagem disponível em SILIOTTI, Alberto. Egito. (Tradução de Francisco Manhães). 1ª Edição. Barcelona: Editora Folio, 2006. p. 135.

Depois de muita expectativa já se sabe quem é o novo ministro das antiguidades egípcias, seu nome é Ahmed Eissa. Nascido em 1960, na cidade de Gerga (Alto Egito), ele é um dos membros do partido islâmico Wasat, porém sua carreira acadêmica é praticamente voltada para os estudos cópticos, o que agradou, já que ele atenderá tanto as necessidades das antiguidades egípcias faraônicas, como as islâmicas e as cristãs, além das demais que também fazem parte da identidade do país. Abaixo um resumo da sua carreira disponibilizado pelo site Ahram (tradução minha):

Eissa se graduou na Universidade de Assiut, em 1982, com um bacharelado em antiguidades islâmicas. Em 1989 ele tirou seu mestrado na Universidade do Cairo, se especializando em arquitetura cóptica e mais tarde alcançou o doutorado na Universidade de Assiut, focando na influência do islã na arquitetura da Igreja Cóptica Ortodoxa nas províncias de Qena e Aswan a partir do Período Otomano, até o governo da dinastia de Mohamed Ali.

Seu primeiro trabalho foi como inspetor de antiguidades islâmicas e cópticas na autoridade das antiguidades egípcias [1].

Eissa tornou-se professor assistente em 1993, depois lecionou na Universidade South Valley, onde se tornou decano em 2011.

Fonte da notícia: Who’s who: Egypt’s new ministers. Disponível em < http://english.ahram.org.eg/News/70884.aspx >. Acesso em 07 de maio de 2013.

[1] antiquities at the Egyptian antiquities authority.

Hawass fora do Ministério?

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille 

  

Desde ontem (3 de Março de 2011) pela manhã está rolando na internet especulações que apontam para a saída do Dr. Zahi Hawass do Ministério de Assuntos das Antiguidades. Até o momento em que escrevo este texto não ocorreu nenhuma confirmação oficial vinda do próprio Ministério. 

  

  

Dr. Zahi Hawass. Foto retirada de “Shaking Up the Land of the Pharaohs”. Disponível em < http://www.archaeology.org/online/features/hawass/index.html >Acesso em 04 de Março de 2011.

  

Hoje (4 de Março de 2011) o Al Jazeera publicou em seu site em inglês que Hawass teria dito que não irá participar do novo governo que será liderado por Essam Sharaf, o novo Primeiro-Ministro egípcio. Hawass teria dito também que não se sente capaz de exercer seu trabalho em meio a campanha que tem sido desenrolada por seus colegas de gabinete que querem a sua saída do ministério. 

  

Caso Hawass seja dispensado de seu cargo uma das razões seria a motivação política, uma vez que existem planos de uma “limpeza” do antigo gabinete egípcio em prol das mudanças exigidas pelo o povo. 

  

Hawass tem sido ministro desde 31 de Janeiro, tendo sido nomeado por Mubarak, mas o próprio arqueólogo afirmou que quando foi nomeado primeiro Ministro de Assuntos das Antiguidades pensava que “o mandato poderia ser muito curto, dada a situação política”, em suas próprias palavras. 

  

Sem nenhuma confirmação oficial não foi dado também algum nome que poderá substituir Hawass. 

Fonte: 

New Egypt PM at Tahrir rally.  Disponível em < http://english.aljazeera.net/news/middleeast/2011/03/20113483827365222.html > acesso em 04 de Março de 2011. 

UPDATE 04 de Março de 2011 (14h11 – horário de Brasília)  

Via Twitter acabei de ler que Hawass teria sido convidado a permanecer no ministério (notícia não confirmada): 

Primeira mensagem via Twitter que afirma que Hawass permaneceria no Ministério. Captura: Márcia Jamille N. Costa.

UPDATE 05 de Março de 2011 (13h26– horário de Brasília)  

  

Alguns jornais online estão afirmando que é Dr. Zahi Hawass que está se recusando a permanecer no cargo de ministro. Ele planeja o mais breve possível apresentar um pedido oficial de abandono do cargo. De acordo com as notícias este seria um ato de protesto em relação aos saques que estão ocorrendo. Em determinado momento ele afirmou que em alguns sítios os seguranças estão desarmados e assim são rendidos facilmente, “é impossível trabalhar desta forma”, se queixou. 

Os únicos que estão comemorando sua saída são aqueles que defendem uma Arqueologia de pensamento imperialista, os mesmos que não são a favor do repatriamento de peças arqueológicas, algumas pessoas que acham que ele tem mais preocupação com um apelo midiático e os que acham que ele ficou “tempo de mais”. A verdade é que muitos na comunidade de egiptologia e arqueologia não observam com bons olhos a saída de Hawass. Seus apelos midiáticos (embora várias vezes exagerados) foram o que justamente despertou ainda mais o interesse do público não só para os faraós e múmias, mas para os estudos realizados pela a própria Arqueologia Egípcia em si. 

Hawass nas últimas semanas foi acusado de contrabando de peças arqueológicas, mas não ocorreu nenhuma investigação sobre o assunto e as acusações ainda estão sendo levadas com pouco crédito. São denuncias feitas justamente para a imprensa, a mesma imprensa que no estopim das manifestações no Egito vendeu para o mundo a notícia de que a máscara mortuária de Tutankhamon foi roubada. Por este motivo eu peço prudência para quem está propagando este assunto, muitos de nós só está recebendo as notícias mastigadas.       

  

++++++++++ 

 

Abaixo alguns links (em língua estrangeira. Todos acessos entre os dias 04 e 05 de Março de 2011): 

  

Seventh Day: http://www.youm7.com/News.asp?NewsID=362383&SecID=94 

Tradução parcial por Thomas Schuler:  “He will not return to the ministry in case of assigning him again, and apologize for its acceptance, because it will not be able to operate in accordance with the current conditions of the country, especially as it can not protect the effects of theft and looting, destruction, and exploration of random.” 

 

 

Egyptian Antiquities Chief Says He Will Resign: http://artsbeat.blogs.nytimes.com/2011/03/03/egyptian-antiquities-chief-resigns/

Egypt’s minister of antiquities threatens to resign: http://english.ahram.org.eg/NewsContent/9/40/6964/Heritage/Ancient-Egypt/%D9%90Egypts-minister-of-antiquities-threatens-to-resig.aspx

Egypt’s Chief of Antiquities Says He’s Not Staying On: http://www.nytimes.com/2011/03/04/world/middleeast/04antiquities.html?_r=2

La dimisión de Zahi Hawass, el señor de la arqueología egipcia: http://www.hechosdehoy.com/articulo.asp?idarticulo=6627&utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter&utm_campaign=hechosdehoy

Zahi Hawass abandona su trono: http://hoyesarte.com/politica/internacional/9368-zahi-hawass-abandona-su-trono.html

VOLVERA NEFERTITI A EGIPTO?: http://ushebtisegipcios.blogia.com/2011/030502-volvera-nefertiti-a-egipto-.php?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

EXPERTA QUE BUSCA A CLEOPATRA CREE PERJUDICIAL PARA EGIPTO LA RENUNCIA DE ZAHI HAWASS: http://ushebtisegipcios.blogia.com/2011/030503-experta-que-busca-a-cleopatra-cree-perjudicial-para-egipto-la-renuncia-de-zahi-h.php?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter
 

 

UPDATE 07 de Março de 2011 (13h06– horário de Brasília)

Já é oficial, Hawass renunciou ao cargo. Muitos já estão fazendo suas apostas de quem vai substituí-lo.

Fiz ontem pela manhã um breve comentário “extra-site” sobre o assunto. Quem tiver Facebook pode ver neste link, e quem tem Orkut pode observar neste.