Conheça as novas atrações turísticas da cidade de Akhenaton

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

O Ministério das Antiguidades do Egito deu início a um projeto para desenvolver o Centro de Visitantes de Amarna, em Minya, em parceria com o Instituto McDonald de Pesquisa Arqueológica da Universidade de Cambridge.

O projeto intitulado “Entrega de Estratégias do Patrimônio Sustentável para o Egito Rural: Comunidade e Arqueologia” é financiado pelo Fundo Newton-Mosharafa e organizado pelo British Council juntamente com o Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

english.ahram.org.eg

A principal finalidade do projeto é desenvolver, dentre várias coisas o centro de visitantes existente em Amarna, que tinha sido inaugurado em 2016. Também um adequado treinamento para funcionários do centro de visitantes, o desenvolvimento de programas de extensão, a preparação de um guia local, material educativo para crianças, um filme e um aplicativo para uso no local em associação com o centro.

É em Amarna onde outrora esteve a cidade do faraó Akhenaton, que reinou no Egito durante uma época chamada de Período Amarniano. Destacado pelas mudanças artística e a elevação do deus Aton, as iniciativas tomadas durante o Período Amarniano levou, erroneamente, a crença de muitos de que Akhenaton teria sido monoteísta.

O suposto monoteísmo de Akhenaton inclusive foi tema de um dos vídeos do nosso projeto no Apoia.se: www.arqueologiaegipcia.com.br/apoie/

Uma das coisas que certamente chamará a atenção dos visitantes é a réplica da tumba do rei, assim como a exibição dos palácios e casas do distrito real de Amarna. Isso porque os sítios arqueológicos de Amarna não são tão chamativos quanto os demais do Egito. Poder ter algo para visualizar tornará mais fácil aos visitantes entender a magnitude daquela época e ter uma ideia dos ambientes dos edifícios do tempo dos faraós. E já adianto que podemos esperar boas novidades desse local.

Akhenaton, Nefertiti e três das suas seis filhas. Foto: Wikimedia Commons.

 

Fonte:

Tel Al-Amarna Visitors’ Centre in Minya to receive upgrade. Disponível em < http://english.ahram.org.eg/News/300133.aspx >. Acesso em 27 de maio de 2018.

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]