Museu Egípcio do Cairo está passando por reformas importantes

The Cairo Egyptian Museum

Inaugurado em 1902, o Museu Egípcio no Cairo (Egito) contém a mais prestigiosa coleção de artefatos egípcios do país. Por quase doze décadas o museu tem recebido artefatos catalogados em diferentes línguas e de diferentes épocas. Assim, em poucos anos o porão do edifício começou a ficar abarrotado com peças arqueológicas. 

Pequena parte do porão mostrado na série Chasing Mummies: The Amazing Adventures de Zahi Hawass (2010), da The History Channel.

Tesouros arqueológicos no porão do Museu Egípcio no Cairo

Tutankhamon terá notáveis substitutos no Museu Egípcio do Cairo

Para resolver parte do problema, o governo do país deu início a construção do Grande Museu Egípcio, que mesmo ainda não inaugurado oficialmente, já tem recebido vários artefatos provenientes do Museu Egípcio do Cairo. 

Porém, o que será feito do antigo museu? 

Há alguns dias o Ministro das Antiguidades do Egito, Khaled Anany, se reuniu com os diretores que estão participando da reforma do Museu Egípcio do Cairo. Estes diretores são advindos de diferentes museus pelo mundo, são eles: Museu do Louvre, Museu Egípcio de Turim, Museu Egípcio de Berlim, Museu Britânico e Museu Nacional de Antiguidades de Leiden; Também faz parte do grupo o Instituto Francês de Arqueologia Oriental no Cairo .

A reunião teve como intuito discutir a primeira fase de renovação do museu. Isso terá início assim que toda a coleção de artefatos do faraó Tutankhamon for transferida para o Grande Museu Egípcio. Dentre as renovações previstas está a instalação de novos sistemas de iluminação.

Este plano de renovação visa colocar o Museu Egípcio do Cairo na lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO. 

Fonte:

Renovation of Egyptian Museum to include installing new lighting, display systems. Disponível em < https://ww.dailynewssegypt.com/2019/07/16/renovation-of-egyptian-museum-to-include-installing-new-lighting-display-systems/ >. Acesso em 20 de agosto de 2019.

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]