Língua de ouro é encontrada onde acredita-se estar sepultada a rainha Cleópatra VII

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

E temos notícias da arqueóloga Kathleen Martinez, aquela que está há alguns anos procurando pela tumba da rainha Cleópatra VII em Taposiris Magna (Egito), que fica a uns 30 quilômetros de Alexandria. Não! Ela não encontrou a tumba de Cleópatra, mas encontrou restos humanos e artefatos datados do Período Greco-Romano.

Kathleen Martinez

Martinez é dominicana e comanda uma missão de arqueologia no Egito através da Universidade de Santo Domingo. O anúncio é de que ela encontrou na área da necrópole de Taposiris Magna o total de 16 catacumbas cortadas na rocha. O que esperamos é que esses corpos, que datam do período greco-romano, nos dê detalhes sobre a vida, saúde e alimentação durante o Período Ptolomaico.

Um dos detalhes mais interessantes dessa descoberta é que foram encontradas línguas feitas de ouro, na foto abaixo vocês poderão ver uma entre o maxila e mandíbula desse esqueleto. Esses artefatos faziam parte de um ritual para garantir que os falecidos pudessem falar na outra vida.

Esqueleto com língua de ouro.

A arqueóloga chegou a explicar que entre os achados mais importantes estão duas múmias que estão acompanhadas por restos de pergaminhos e partes de cartonagem (um material feito de gesso e linho) possuem a representação do deus Osíris, senhor do mundo do além vida. Uma das múmias está usando a Coroa Atef (que vocês podem ver nas representações do deus Osíris), acompanhada de chifres dourados e uma cobra na testa. Também usa um colar usekh e um peitoral retangular dourado. Imagens desse sepultamento não estão disponíveis.

Outro detalhe interessante que ela salientou é que todos os corpos encontrados tinham as cabeças orientadas a oeste, em direção ao templo. O oeste tinha uma conotação religiosa bastante importante para os antigos egípcios, já que era o território dos mortos.

Oito esculturas de retratos em mármore, representando características faciais, também foram descobertas. Todas também datam do período greco-romano.

Esculturas de retratos em mármore.

Vale ressaltar que durante a última década essa missão encontrou uma série de moedas com o nome e a imagem da rainha Cleópatra VII (encontradas dentro das paredes do templo), além de muitas partes de estátuas.

Dica de leitura:

☥ Cleopatra: The Search for the Last Queen of Egypt

Fonte:

New artefacts unearthed at Taposiris Magna in Alexandria. Disponível em < http://english.ahram.org.eg/NewsContent/1/64/399915/Egypt/Politics-/New-artefacts-unearthed–at-Taposiris-Magna-in-Ale.aspx >. Acesso em 29 de janeiro de 2021.

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]