Teste de um artista da Era Amarna

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille

 

Akhenaton e Smenkharé?

Como muitas das obras de arte ligadas ao período amarna esta placa de pedra calcária é o assunto de muitas discussões, principalmente quando se diz respeito a identidade dos personagens. Dizia-se que era um retrato do icônico faraó Akhenaton (XVIII) e de seu sucessor Smenkharé, do qual pouco sabemos. No entanto, uma interpretação alternativa aponta que estes, na verdade, seriam dois retratos de Akhenaton realizados como testes de desenho. Se observarmos bem ambos são semelhantes, o que muda são os traços dos lábios e o queixo, mas as imagens em si parecem terem sido feitas com o fim de comparação ou mesmo o escultor tentou adequar o seu desenho a nova proposta artística de Akhenaton.

Arte Amarna. Imagem 02

Arte Amarna. Imagem 03

A dica está no toucado, na uraeus e na face dos dois que, embora sejam semelhantes, em um estão mais estilizados (imagem 02), mas no outro estão mais grosseiros (Imagem 03). Na Imagem 02 a parte do toucado que compreende a testa também é menor em relação à outra.

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]