Arqueólogos mexicanos retornam ao Egito

 

Por Márcia Jamille N. Costa

Após cinco temporadas de escavações no Egito em um trabalho de restauro e interpretação iconográfica a equipe mexicana responsável pelas pesquisas na tumba tebana 39 (TT-39) irá retornar ao nordeste da África para a sua sexta temporada em setembro deste ano (2010) e objetiva em 2013 abrir o sepulcro para a visitação pública.

Fonte: INAH

Fonte: INAH

 A TT-39 é a tumba de um sacerdote da 18ª Dinastia e é a primeira recuperada por mexicanos que será aberta para a apreciação. Dentre os objetos resgatados durante as escavações foram encontrados fragmentos de cerâmica, líticos, ervas e flores secas.

 

Fonte: INAH

 O trabalho está sendo comandado pela Dra. Angelina Macias Goytia, do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México.

(Artdaily.org)

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]