Alemanha nega pedido egípcio

Márcia Jamille Costa | @MJamille

No mesmo dia em que estava planejado o envio de uma solicitação formal do Egito para que a Alemanha devolvesse o busto de Nefertiti (exposto no Neues Museum de Berlim), o Ministério da Cultura alemão negou a existência de tal pedido oficial.

De acordo com o Correio do Minho, um porta-voz do ministério alemão teria informado que existe somente uma carta requerendo o objeto, mas esta é do secretario geral do SCA, Dr. Zahi Hawass e datada de 02 de janeiro deste ano e ainda que não está assinada por nenhum membro do Governo Egípcio. O ministério também recorda que o busto está de forma legal no país e que “não existe nenhum direito do Egito para reclamá-la”.

Busto de Nefertiti que está na Alemanha desde 1912. Fonte Corbis. Disponível em Mail Online. Disponível em < http://www.dailymail.co.uk/news/worldnews/article-1165893/Why-legendary-Egyptian-beauty-Queen-Nefertiti-woman-airbrushed.html > Acesso em 26 de Janeiro de 2011.

Fonte:

Arqueologia: Berlim nega pedido oficial do Egipto para devolver busto de Nefertiti. Disponível em < http://www.correiodominho.com/noticias.php?id=42002 > Acesso em 26 de janeiro de 2011.

Veja também:

Nefertiti é solicitada formalmente. Disponível em < http://arqueologiaegipcia.com.br/2011/01/24/nefertiti-e-solicitada-formalmente/  > Acesso em 26 de janeiro de 2011.

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]

6 comentários sobre “Alemanha nega pedido egípcio

  1. Que cara de pau dos alemães: “não existe nenhum direito do Egito para reclamá-la.” E por acaso existe algum direito dos alemães ficarem com o busto egipcio, por acaso? E eu duvido que tenha algum documento que especifique esse artefato em particular, ja que o mesmo entrou escondido na Alemanha. Assim, não se pode dizer que está legalmente no pais. Mas concerteza o Dr. Hawass fará algo para reaver o busto, então não me preocupo tanto com essa recusa…

  2. É aí onde pensamos onde estava o amor pela a arqueologia, hoje está ficando popular a luta pelos direitos dos povos estudados, e inclusive a repatriação de peças que saíram ilegalmente do seu país natal.
    O caso de Nefertiti sabe-se que ela saiu de forma obviamente perniciosa, mas só os alemães insistem em tampar o sol com a peneira.
    Infelizmente uma peça que deveria ser uma das representações de uma determinada época continua a ser objeto de desejo.

Os comentários estão desativados.