Novidades sobre o colosso Ramséssida encontrado na antiga Heliópolis

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

Há alguns dias comentei aqui no AE sobre a descoberta de grandes estátuas do Período Ramsésssida em El-Mataria (Cairo), antiga Heliópolis e as polêmicas que surgiram a seguir. Uma delas era acerca da possibilidade de a equipe ter quebrado a cabeça da estátua maior, o que foi negado veementemente por vários profissionais. A questão é que ela foi tirada de um poço com uma escavadeira, o que revoltou muitos egípcios, levantando críticas por todo o país.

Possível estátua de Ramsés II. Foto: Luxor Times.

Parte da cabeça da possível estátua de Ramsés II. Foto: Luxor Times.

O outro problema é que a mesma cabeça tinha sido deixada no sítio sem proteção e somente mais tarde recebeu uma fita de isolamento.

Cabeça já seca com crianças brincando sobre ela. Foto: Autor desconhecido.

Foto: Asmaa Gamal

Foto: Asmaa Gamal

Então, no último dia 13/05, em meio a vários olhares vigilantes, o torso dessa imagem, que provavelmente representa o faraó Ramsés II, foi retirado com cintos e cordas do buraco em que estava. Desta vez a metodologia agradou. Abaixo um vídeo do momento em que a imagem é erguida:

As três últimas fotos foram retiradas do perfil do user @ahmed__mohey.

Agora igualmente temos ciência de que os trabalhos de arqueologia não estão focando somente no resgate dessas estátuas, mas no de pequenos artefatos também, a exemplo de restos cerâmicos:

Foto: Asmaa Gamal

Foto: Asmaa Gamal

Foto: Asmaa Gamal

De acordo com o Ministério das Antiguidades, as peças encontradas farão parte do acervo do Grande Museu Egípcio, que de acordo com as suas previsões estará aberto em 2018.

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]