5 fotos históricas memoráveis na Grande Esfinge e nas pirâmides do Egito

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Ao longo das últimas décadas o Egito recebeu a visita de várias figuras celebres e a maioria tirou fotos que hoje fazem parte da história. O platô de Gizé, que é praticamente uma parada obrigatória para qualquer turista, foi um dos cenários mais escolhidos. Então, para compor este post escolhi algumas fotografias interessantes tanto por conta da época em que foram tiradas como pelas pessoas que as protagonizam.

D. Pedro II e Teresa Cristina; imperadores do Brasil:

Claro que eu tinha que abrir este post com o casal imperial D. Pedro II (sentado usando um chapéu branco) e Teresa Cristina (segunda mulher sentada da direita para a esquerda), que fez duas viagens para o Egito. Uma em 1871, ocasião em que a foto foi tirada, e a outra em 1876.

— Saiba mais: A história do Museu Nacional e o Egito Antigo no Brasil

Samurais da Missão Ikeda

Ikeda Nagaoki foi um governador que viveu durante os anos finais do xogunato Tokugawa e recebeu a ordem de realizar uma viagem diplomática para a Europa. Aproveitando a sua escala no Egito tirou uma foto com os seus 36 subordinados em frente as pirâmides. Este momento histórico foi registrado por Antonio Beato.

O aventureiro Frederick Russell Burnham

Um dos inspiradores da criação do escotismo, Burnham também passou pelo Egito. Ele é o homem do centro montado no camelo. Foto de 1895.

Uma das filhas do primeiro milionário havaiano

Elizabeth Afong Burns foi uma das filhas de Chun Afong, um imigrante chinês que se tornou o primeiro milionário do Havaí. Nesta fotografia, feita em 1910, ela está ao lado do seu esposo.

Charles Bean; correspondente de guerra

O correspondente australiano, Charles Bean, tirou esta foto em 1915 após escalar a pirâmide de Khufu — algo que nos dias de hoje é altamente proibido —. A fotografia é de autoria de um outro correspondente, Philip Schuler.

Quantas outras figuras históricas serão eternizadas em frente a este notável sítio arqueológico?

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro “Uma viagem pelo Nilo”.
[Leia seu perfil]