Antigas fotografias dos templos de Ramsés II e Nefertari em Abu Simbel

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Dois dos maiores templos do Egito, aqueles pertencentes aos famosos Ramsés II e Nefertari, governantes da 19ª Dinastia, estão localizados em Abu Simbel. Mas não é somente a sua magnitude que chama a atenção, mas o fato que entre as décadas de 1960 e 1970 eles foram movidos de seu lugar original para o espaço que se encontram hoje.

— Alinhamento solar no templo de Abu Simbel: 22 de fevereiro e 22 de outubro

Para tal, uma missão milionária movimentou vários países e os templos foram cortados em 1030 pedaços e remontados de tal forma que lembrassem a sua disposição original. Inclusive com a iluminação do seu interior duas vezes no ano pelos raios solares: 22 de fevereiro e 22 de outubro; no nosso canal possuímos um vídeo sobre o assunto:

Mas, que tal conhecer os templos de Abu Simbel antes desta transposição? Abaixo estão algumas fotografias antigas deles:

Templo de Ramsés II antes de 1923

Templo de Ramsés II antes de 1923

Foto do Templo de Ramsés II tirada por William Henry Goodyear antes de 1923

Templo de Nefertari antes de 1923

Interior do Templo de Ramsés II antes de ser limpo. Note a areia cobrindo os pés das estátuas

Foto do templo de Ramsés II tirada por John Beasley Greene em 1854

Foto do templo de Ramsés II tirada por John Beasley Greene em 1854

Gostou deste post? Compartilhe com os seus amigos!

10 brinquedos do Egito Antigo que você precisa conhecer

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Muitos brinquedos da antiguidade egípcia são bastante parecidos com os nossos atuais. As crianças do Período Faraônico poderiam se distrair brincando com bonecos de pano ou madeira, animais com bocas móveis, bolas, jogos de azar ou aqueles que envolviam o raciocínio. Os arqueólogos encontraram ao longo dos anos uma série de artefatos do tipo, mas a pena é que entre alguns o uso se perdeu com o tempo.

Nesta modesta lista vocês poderão conferir um pouco deste lado lúdico dos antigos egípcios e quem sabe rememorar a sua própria infância.

1 – Jogo dos cães contra chacais:

Fonte: Met Museum

Este jogo possui uma gaveta para armazenar as peças as quais são cinco pinos com cabeças de cães e cinco com cabeças de chacais. Já o tabuleiro tem a forma de uma lâmina de machado e possui 58 furos na superfície, além do desenho de uma palmeira e um sinal de shen no centro. O shen era o símbolo hieroglífico para ouro. Como outros jogos advindos do Egito Antigo não se possuem registros de quais eram as suas regras. Howard Carter e Lord Carnarvon em sua publicação Five Years of Explorations at Thebes, A Record of Work Done 1907-1911 (1912, página 58) deduziu como ele pode ter funcionado:

“Presumindo que o símbolo ‘Shen’… seria o objetivo, encontramos em ambos os lados vinte e nove buracos, ou incluindo o objetivo, trinta à parte. Entre esses buracos, de cada lado, dois estão marcados… ‘nefer’, ‘bons’; e quatro outros estão ligados entre si por linhas curvas. Supondo que os buracos marcados como ‘bons’ incorrem em um ganho, parece que os outros, conectados por linhas incorrem em uma perda. Agora, os movimentos em si poderiam ter sido facilmente definidos pela possibilidade do lançamento de ossos ou dados… e, portanto, temos diante de nós um jogo de azar simples, mas excitante”.[1]

Esta peça pertence ao Médio Reino, 12ª Dinastia.

2 – Senet

Fonte: Egypt About

O senet era um jogo de tabuleiro o qual era dividido em três fileiras de dez quadrados. Alguns dos quadrados tinham símbolos que representavam a má e boa fortuna. Sabe-se que era um jogo de estratégia, mas não existe certeza de quais eram as suas regras. Entretanto, no geral a crença é de que o vencedor era aquele que conseguisse levar suas peças para o final do lado do seu oponente.

3 – Cavalo com rodinhas

Fonte: British Museum

Outrora colorido, este cavalinho de madeira com rodinhas provavelmente era puxado por uma cordinha, a julgar pelos orifícios que se encontram na área da sua boca. Esta peça foi datada como sendo do Período Romano.

4 – Boneco de madeira representando uma pessoa moendo grãos

Fonte: Rob Koopman

Não são somente as nossas atuais Barbies que exercem profissões no mundo das brincadeiras. Entre os antigos egípcios brincar de estar exercendo alguma tarefa na comunidade também era comum. Neste exemplo temos uma pessoa segurando uma pedra que serve como um moedor de grãos. O brinquedo possui uma mecânica que torna capaz o indivíduo que está brincando poder mover o bonequinho: puxando a cordinha o tronco dele se move fazendo com que ele se mexa como se estivesse moendo grãos.

5 – Gato de madeira

 

Fonte: British Museum

Este gato de madeira (ou talvez uma leoa) com dentes de bronze poderia ter sua mandíbula mexida graças a uma corda (a qual atualmente é uma réplica) que atravessa a parte superior da sua cabeça. Este exemplar provavelmente pertente ao Novo Império.

6 – Rato de cerâmica e madeira

Fonte: British Museum

Este é um rato feito de cerâmica e possui uma mandíbula de madeira articulada, que era operada por um fio. A questão é: como se brincava com ele?

7 – Mehen

Fonte: Neues Museum

O mehen, que também é chamado de Jogo da Cobra, trata-se de uma placa circular que mostra um padrão imitando este animal. Seu nome faz referência ao deus Mehen, divindade relacionada justamente com as cobras. Embora apareça em alguns registros iconográficos não se sabe quais eram as suas regras.

8 – Bola

Fonte: British Museum 

As bolas egípcias naturalmente eram diferentes das nossas. No caso da antiguidade elas eram feitas com farrapos de tecido, couro, folhas de palmeira ou outros vegetais, que usualmente eram atados com cordas. Contudo, existem exemplos ocos deste brinquedo.

9 – Bonecos de pano

Fonte: British Museum

Bonecos de pano também faziam parte da brincadeira. Feitos usualmente de linho e recheados com trapos e papiro, eles eram enfeitados com ornamentos, a exemplo desta peça, que no passado provavelmente possuía um pequeno enfeite para cabelos. Pensa-se nisso por conta da presença de uma pequenina pedra azul na lateral esquerda da sua cabeça. Esse artefato é datado do Período Romano.

 

10 – Dados

Fonte: Met Museum

Em sítios arqueológicos egípcios foram encontrados diferentes tipos de dados onde alguns lembram os nossos usuais de seis lados (com direito ao uso de pontinhos para, provavelmente, indicar quantidades) e outros de formato poliedro, muito parecidos aos utilizados pelos jogadores de RPG. Não se sabe os tipos de regras que envolvem um dado poliedro, mas acredita-se que eles poderiam ser utilizados tanto para jogos, como para adivinhações oraculares. Este da imagem é datado do Período Greco-Romano.

Fontes:

[1] Game of Hounds and Jackals. Disponível em < https://www.metmuseum.org/art/collection/search/543867 >. Acesso em 11 de outubro de 2017.

Ancient Egyptian Games. Disponível em < http://www.ancient-egypt-online.com/ancient-egypt-games.html >. Acesso em 11 de outubro de 2017.

The Game of Senet. Disponível em < http://www.gamecabinet.com/history/Senet.html >. Acesso em 11 de outubro de 2017.


  • Para fontes adicionais consulte as legendas das imagens.

Maquetes antigas: Exemplos do Egito Antigo

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Sítios arqueológicos às vezes podem proporcionar grandes surpresas. Foi o que ocorreu no Egito em 1920, quando ao final de uma tarde de trabalhos do Museu Metropolitano de Arte de Nova York em uma tumba de Deir el-Bahari, a TT280 (pertencente a um homem chamado Meketra), uma descoberta inusitada foi feita: uma câmara oculta com várias maquetes representando cenas da vida cotidiana no Egito estava escondida atrás de uma parede.

1-7 Egypt Transformed at Met
Eram imagens retratando embarcações e seus tripulantes, casas de abate, casas de tecelagens, jardins, etc. Nas palavras do próprio arqueólogo responsável pela missão, o Hebert Winlock, era “uma infinidade de figuras de homenzinhos brilhantemente pintados que faziam isso e aquilo”. Conto um pouco sobre a história da sua descoberta no vídeo “Maquetes da época do Egito Antigo: A tumba de Meketra” daqui do Arqueologia Egípcia. Nele vocês conhecerão as circunstancias da descoberta, danos presentes nas peças e algumas curiosidades:

Frescor milenar:

Uma das coisas que mais chama a atenção nestes objetos é a sua incrível conservação, como vocês poderão conferir nas imagens a seguir:

Cattle of Meketre

Model figures of Meketre

Funeral boat sailing Dynasty 12 early reign of Amenemhat I tomb of Meketre 1981-1975 BCE (1)

Funerary Boat being Rowed

Ancient Egyptian model figures

Driving cattle

Metropolitan Museum of Art, New York, Egyptian collection

Metropolitan Museum of Art, New York, Egyptian collection

Metropolitan Museum of Art, New York, Egyptian collection

Não se sabe qual o sentido destes artefatos. Alguns pesquisadores sugerem que tenha alguma aspiração religiosa, como uma tentativa de transmitir o que foi representado nas maquetes para o além-vida do Meketra. Já outros acham que era somente fruto de alguma coleção e que Meketra queria levar consigo.

Fonte integral deste post:

DERSIN, Denise. A história cotidiana às margens do Nilo (Tradução de Francisco Manhães, Marcelo Neves, Carlos Nougué, Michael Teixeira).  1ª Edição. Barcelona: Folio, 2007.

Observe alguns sítios arqueológicos egípcios em 360º

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

Isso não é mais nenhuma novidade, mas ainda assim é muito legal: há mais ou menos dois anos a internet está sendo presenteada com várias imagens em 360º de sítios arqueológicos pelo mundo. São vídeos ou fotos que nos permitem olhar estas paisagens por vários ângulos.

Se você possui óculos VR perfeito! Mas, mesmo alguns celulares e o computador possibilitam usar o recurso 360º desses registros.

Dendera Temple

Templo de Dendera.

Algumas redes sociais estão apostando no recurso, uma delas é o Facebook. Na página Egypt VR vocês podem ver algumas dessas imagens. Abaixo estou disponibilizando exemplos, mas é necessário clicar nas fotografias para acessar o Facebook e realizar o passeio. Quem está vendo este post pelo computador é só utilizar a seta do mouse para realizar os movimentos:

Platô de Gizé:

É neste local onde estão localizadas as pirâmides mais famosas do mundo: as três pirâmides do platô de Gizé onde, outrora, foram sepultados os faraós Khufu, Kheops e Menkaura. Embora elas sejam o destaque lá também estão presente três pirâmides menores dedicadas a rainhas e as sepulturas dos construtores destas grandes estruturas.

The Great Pyramids of Giza

A 360° Aerial perspective for pyramids of Giza 65m high above the ground.

Info@egyptvr.net

Publicado por Egypt VR em Domingo, 19 de junho de 2016

 

Templo de Dendera:

Em Dendera está um complexo de templos e um deles é dedicado à deusa Hathor. Em algumas das suas partes ainda é possível ver as pinturas originais:

Dendera Temple
Look up and discover Egypt`s most preserved temples in 360°

Info@egyptvr.net

Publicado por Egypt VR em Sábado, 11 de junho de 2016

 

Visão da sala hipóstila:

 

Dendera Temple “Temple of Hathor” – Outer hypostyle hall
Look up and discover Egypt`s most preserved temples in 360°…

Publicado por Egypt VR em Sábado, 22 de outubro de 2016

Templo de Luxor:

Ainda que no local tenha existido uma capela construída no início do Novo Império ou em algum período anterior, o que podemos ver no Templo de Luxor foi construído pelos faraós Amenhotep III e Ramsés III. Esse templo era dedicado ao Deus Amon e recebeu complementações ao longo de todo o período faraônico.

Luxor Temple

a temple complex located in the city of Thebes, the ancient capital of Egypt during the time of the new…

Publicado por Egypt VR em Segunda, 11 de julho de 2016

 

Vista de um dos pátios:

Luxor Temple -The Court of Amonhotep III

The temple of Luxor reveals the competitive nature of the Egyptian kings some…

Publicado por Egypt VR em Quinta, 20 de outubro de 2016

 

Templo de Karnak:

Karnak é um complexo de templos que sofreu uma série de mudanças ao longo do tempo recebendo novas construções, complementações e restaurações. Alguns deuses foram homenageados nesse local, mas foi Amon quem recebeu o maior destaque.

Karnak Temple

Discover the Great Hypostyle Court of Karnak Temple in 360°

The Karnak Temple Complex, commonly known…

Publicado por Egypt VR em Domingo, 26 de junho de 2016

 

Uma das estátuas de Ramsés II presentes no local:

Statue of Ramesses II in Karnak Temple in Luxor Egypt

A panoramic view of the intro of the Great Hypostyle hall in the Precinct of Amun Re

info@egyptvr.net

Publicado por Egypt VR em Domingo, 7 de agosto de 2016

 

Tumba de Ramsés III

Dada a beleza desta tumba, ela já era alvo de turistas durante o período Greco-Romano. Ramsés III é um rei amplamente conhecido na egiptologia por conta do texto “A Conspiração do Harém”, que relata a tentativa de seu assassinato.

— Saiba mais sobre esse rei: Ramsés III foi morto durante um ataque de mais de um assassino, diz pesquisadores

Tomb of Ramses III (KV11)

King Ramses III was the second ruler of the Twentieth Dynasty, and the last of great…

Publicado por Egypt VR em Terça, 25 de outubro de 2016

 

Tumba da Ramsés VI

Esta é outra tumba do Período Ramsesssida que foi alvo de interesse de turistas da antiguidade. A priori ela pertenceria a Ramsés V, mas o projeto foi abandonado por ele e assumido por Ramsés VI.

Explore Ramesses VI Tomb in 360°

Info@egyptvr.net

Publicado por Egypt VR em Sexta, 10 de junho de 2016

 

Templo Mortuário de Hatshepsut:

O templo funerário da faraó Hatshepsut possui vários capitéis em homenagem à deusa Hathor. Este é um edifício escavado na rocha e foi lá onde a governante registrou nas paredes as principais conquistas do seu governo.

Mortuary Temple of Hatshepsut
The Mortuary Temple of Queen Hatshepsut is located beneath the cliffs at Deir el Bahari on…

Publicado por Egypt VR em Terça, 5 de julho de 2016

 

Uma olhada mais próxima:

Mortuary Temple of Hatshepsut

The Mortuary Temple of Queen Hatshepsut is located beneath the cliffs at Deir el Bahari…

Publicado por Egypt VR em Sábado, 18 de junho de 2016

— Veja também: Encante-se com o templo da faraó Hatshepsut

Templo funerário de Ramsés III:

Esse é outro exemplo de templo funerário. Ele foi construído por Ramsés III e possui alguns registros do seu reinado.

Medinet Habu Temple – Path to first Court

In ancient times Madinat Habu was known as Djanet and according to ancient…

Publicado por Egypt VR em Sábado, 22 de outubro de 2016

 

Templo de Edfu:

Esse templo possui detalhes construídos em diferentes períodos. Sabemos por exemplo de um pilono edificado pelo faraó Ramsés II e de várias estruturas construídas pelos reis do Período Ptolomáico

Edfu Temple “The Temple of Horus”
Tomb of Osiris

info@egyptvr.net

Publicado por Egypt VR em Quarta, 6 de julho de 2016

 

Templo de Kom Ombo:

Embora esse templo seja dedicado a pelo menos seis divindades, ele é lembrado principalmente por conta do deus crocodilo Sobek. É graças a isso que uma necrópole próxima foi dedicada ao sepultamento múmias desse animal, cujos remanescentes encontram-se hoje no templo.

Apesar de possuir restos de construções de outros períodos, o provável é que este lugar tenha sido construído durante a era ptolomaica.

Temple of Kom Ombo

The Temple of Kom Ombo is an unusual double temple in the town of Kom Ombo in Aswan Governorate,…

Publicado por Egypt VR em Sexta, 28 de outubro de 2016

 

Templo de Philae:

É em Philae onde encontra-se a inscrição hieroglífica mais recente, sendo o nosso último vínculo com esta antiga escrita. Dedicado a deusa Ísis, o templo construído nesta ilha recebeu blocos de construção de outros edifícios religiosos do Egito, mas, possivelmente, o primeiro governante a construir no local tenha sido Nectanebo I.

Philae “Temple of Goddess Isis” in Agilkia Island

Philae: is currently an island in the reservoir of the Aswan Low Dam…

Publicado por Egypt VR em Quinta, 27 de outubro de 2016

 

Templo de Ramsés II em Abu Simbel:

Esta é a fachada do Templo de Ramsés II. Ele, ao lado do Templo da Rainha Nefertari, marcava o encontro entre o império egípcio e o reino da Núbia, de onde os faraós retiravam ouro e outros materiais precisos. Acredita-se que o intuito desses templos era mostrar tanto o poder político como divino do faraó e sua esposa.

Abu Simbel Temples – The Small Temple of Nefertari

In 1257 BCE, Pharaoh Ramses II (1279-13 BCE) had two temples carved…

Publicado por Egypt VR em Quarta, 15 de junho de 2016

 

Uma olhada mais de perto:

Abu Simbel Temples – The Great Temple of Ramesses II

Get a closer look to the great temple of Ramesses II in a 360°

Info@egyptvr.net

#EgyptVR #VR #EGYPT

Publicado por Egypt VR em Quarta, 15 de junho de 2016

 

— Saiba mais sobre esses templos: Lindas imagens dos templos de Ramsés II em Abu Simbel

Vista para o Nilo:

Esta é a vista para o Nilo de uma ilha sudanesa, que no passado estava na fronteira entre o Egito e a Núbia. Durante a época dos faraós o Nilo era uma visão sagrada. Ele em si não era uma divindade, mas as suas cheias eram relacionadas com Ísis e a fertilidade trazida por ele com Osíris. Já quem era responsável por verter as águas do Sul ao Norte era uma divindade aparentemente hermafrodita, Hapi.

 

Saly`s house at Heissa island
Nubia – Egypt
December 31, 2014

Publicado por Egypt VR em Terça, 20 de dezembro de 2016

 

Se você gosta de Arqueologia e tecnologia pode conferir também um post sobre o assunto no Descobrindo o Passado.

Veja estas fotos impressionantes da tumba da rainha Nefertari

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

Nefertari foi uma rainha que governou o Egito durante a 19ª Dinastia (Novo Império) ao lado do seu esposo a Ramsés II. Ela possuiu tanta importância que sua memória foi honrada em um templo dedicado a ela mesma em Abu Simbel, que fica na fronteira entre o Egito e o Sudão, Antiga Núbia.

Ela foi sepultada em uma grande e lindamente decorada tumba no Vale das Rainhas, que foi descoberta por Ernesto Schiaparelli em 1904 e desde então identificada como QV-66.

A exemplo de outras sepulturas da antiguidade egípcia, a sua já tinha sido roubada em algum momento no passado e sofreu severos ataques de vandalismo. Isso culminou em um extenso programa de restauro das suas pinturas em 1986, sob a coordenação do Instituto Getty.

— Saiba mais:  A restauração na tumba de Nefertari

A sua múmia jamais foi identificada, embora no momento da descoberta da sua tumba Schiaparelli tenha encontrado um par de pernas mumificadas, que ele levou para o Museu Egípcio de Turim. Em 2016 um grupo de pesquisadores analisou esses restos mortais e como conclusão eles alertaram que não existe certeza absoluta de que essas pernas teriam sido outrora de Nefertari, embora eles considerem ela como o cenário mais provável.

— Saiba mais: A múmia da Rainha Nefertari foi mesmo encontrada?

Veja algumas fotos de como o túmulo está hoje:

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tomb of Nefertari, QV66, Valley of the Queens

Tenha em casa: Quer ter uma imagem que remeta aos antigos artistas egípcios? A Edições Del Prado, uma editora especializada em vendas de fascículos com imagens colecionáveis, possui uma coleção intitulada “Cenas do Egito Antigo”. Uma delas é justamente a de artistas desenhando uma imagem parietal tal como devem ter feito na tumba desta rainha.

Clique aqui para conferir a peça ou aqui para ver as demais cenas.

Encante-se com o templo da faraó Hatshepsut

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

O templo funerário da faraó Hatshepsut foi talhado nas rochas de Deir el-Bahari. Sua construção em terraços foi influenciada pelo estilo do templo de Mentuhotep II, o qual é seu vizinho.

— Saiba mais: Um vislumbre da faraó-mulher Hatshepsut

O que um turista vê nos dias de hoje, embora grandioso, são somente os vestígios das suas fundações. Ainda assim o local é um espetáculo único.

Temple of Hatschepsut near Luxor

Deir el Bahari

DEIR EL BAHARI

DEIR EL BAHARI TEMPLE

Deir el Bahari

Deir el-Bahari

Deir el-Bahari, Hatschepsut-Tempel

Deir el Bahari

kairoinfo4u "Deir el Bahari"

Djeser-Djeseru

Deir el-Bahari

Deir El Bahari, EgyptO templo de Hatshepsut (esquerda) e de Mentuhotep II (direita) vistos do alto.

Hatshepsut reinou por pouco mais de duas décadas e foi precedida por seu enteado, Tutmés III. Para saber mais sobre ela clique aqui.

5 fotos históricas memoráveis na Grande Esfinge e nas pirâmides do Egito

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Ao longo das últimas décadas o Egito recebeu a visita de várias figuras celebres e a maioria tirou fotos que hoje fazem parte da história. O platô de Gizé, que é praticamente uma parada obrigatória para qualquer turista, foi um dos cenários mais escolhidos. Então, para compor este post escolhi algumas fotografias interessantes tanto por conta da época em que foram tiradas como pelas pessoas que as protagonizam.

D. Pedro II e Teresa Cristina; imperadores do Brasil:

Claro que eu tinha que abrir este post com o casal imperial D. Pedro II (sentado usando um chapéu branco) e Teresa Cristina (segunda mulher sentada da direita para a esquerda), que fez duas viagens para o Egito. Uma em 1871, ocasião em que a foto foi tirada, e a outra em 1876.

— Saiba mais: A história do Museu Nacional e o Egito Antigo no Brasil

Samurais da Missão Ikeda

Ikeda Nagaoki foi um governador que viveu durante os anos finais do xogunato Tokugawa e recebeu a ordem de realizar uma viagem diplomática para a Europa. Aproveitando a sua escala no Egito tirou uma foto com os seus 36 subordinados em frente as pirâmides. Este momento histórico foi registrado por Antonio Beato.

O aventureiro Frederick Russell Burnham

Um dos inspiradores da criação do escotismo, Burnham também passou pelo Egito. Ele é o homem do centro montado no camelo. Foto de 1895.

Uma das filhas do primeiro milionário havaiano

Elizabeth Afong Burns foi uma das filhas de Chun Afong, um imigrante chinês que se tornou o primeiro milionário do Havaí. Nesta fotografia, feita em 1910, ela está ao lado do seu esposo.

Charles Bean; correspondente de guerra

O correspondente australiano, Charles Bean, tirou esta foto em 1915 após escalar a pirâmide de Khufu — algo que nos dias de hoje é altamente proibido —. A fotografia é de autoria de um outro correspondente, Philip Schuler.

Quantas outras figuras históricas serão eternizadas em frente a este notável sítio arqueológico?

Se encante com estas fotos da tumba do faraó Seti I

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

Seti I foi o segundo faraó da 19ª Dinastia (Novo Império) e por conta das realizações do seu governo é considerado por alguns egiptólogos como o governante que estreou o Período Ramséssida, em vez do seu pai, Ramsés I. Sua Grande Esposa Real foi Tuya, a mãe de Ramsés II e de possivelmente mais outras três crianças: um primogênito (mas falecido jovem), Tia e Hanutmiré (que se casou mais tarde com Ramsés II).

— Saiba mais: Seti I: o primeiro ramséssida.

Não se sabe por quantos anos ele governou o Egito. Alguns acadêmicos apontam que foi por 13, outros que foi por 17 ou 20 anos. A análise da sua múmia não aponta nenhuma violência, por isso acredita-se que ele faleceu provavelmente de causas naturais.

A sua sepultura está localizada no Vale dos Reis, uma das maiores necrópoles reais do país. Ela recebeu o código tombo KV-17. Descoberta em outubro de 1817, pelo explorador Giovanni Battista Belzoni (1778 — 1823), ela já tinha sido saqueada na antiguidade, mas, não deixou de ser um maravilhoso achado arqueológico, graças ao nível de conservação de suas pinturas parietais. Confiram abaixo algumas delas:

Tumba de Seti I , Sethi I , Luxor Egipto , Egypt. 27-05-2016 .

Tumba de Seti I , Tomb of Seti I , Sethi I -Sala de la "Vaca Celestial"- Luxor Egipto , Egypt. 27-05-2016 .

Fonte de todas as fotografias: Soloegipto.com

Gostou desse post? Então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais!

Os gatos no Egito antigo

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

Que os egípcios antigos possuíam uma ligação especial com os animais não é novidade. Com os deuses com forma antropozoomórfica — ou seja, uma mistura de feições humanas com as de outros animais — essa sociedade deu destaque social e divino para várias espécies. Uma delas são os felídeos, a exemplo dos gatos.

Gatos são retratados em desenhos e estátuas no Egito desde o Período Pré-dinástico, época anterior ao governo dos faraós. Notável foi o apreço das pessoas por esses animais que uma importante divindade ganhou a sua forma. O seu nome era Bastet, protetora da música, alegria e maternidade. Ela era a filha do deus Rá e de acordo com uma das versões do seu mito ela o auxiliava na sua luta diária contra a serpente Apep (em grego “Apophis”) (CASTEL, 2001; SILIOTTI, 2006; BAINES; MALEK, 2008; DAVID, 2011).

The British Museum-Ancient Egyptian Cat

Deusa Bastet

Deusa Bastet

Essa deusa tinha até mesmo uma importante cidade votiva a ela denominada de Per-Bastet, em tradução livre “Casa de Bastet”. Nos períodos finais do faraônico essa cidade ficou conhecida como Bubasteion (Bubastis). Localizada nas proximidades das atuais Aváris e Tânis, é lá onde se encontra a maior necrópole de gatos do país, que abriga até hoje as múmias em vários felinos que foram lá depositados por seus donos ou por devotos da deusa para que esses intercedessem pelo humano, funcionando quase como um ex-voto (ZIVIE et al 2004; BAINES; MALEK, 2008).

Múmia de gato (British Museum). Foto: Mario Sanchez.

Mummified Cats

Vaso de cosmético com forma de gato. Foto: Met Museum.

Uma curiosidade sobre essas múmias é que enquanto algumas eram embrulhadas com invólucros simples, outras ganhavam até ataúdes em forma de gato (BRANCAGLION Jr., 2001). Centenas foram destruídas por exploradores no século 19 e 20, mas, vários espécimes ainda estão disponíveis para análise e até mesmo para a visitação em museus a redor do mundo, a exemplo do Museu Nacional do Rio de Janeiro (Brasil).

Para saber mais: O meu livro, Uma Viagem pelo Nilo, tem um capítulo, “Necrópole para animais”, onde dedico uma parte para falar sobre as múmias de animais e sobre a cidade de Bubastis.

Referências:

CASTEL, Elisa. Gran Diccionario de Mitología Egipcia. Madrid: Aldebarán, 2001.

DAVID, Rosalie. Religião e Magia no Antigo Egito (Tradução de Angela Machado). Rio de Janeiro: Difel, 2011.

BRANCAGLION Jr., Antonio. Tempo, material e permanência: o Egito na coleção Eva Klabin Rapaport. Rio de Janeiro: Casa da Palavra – Fundação Eva Klabin Rapaport, 2001.

IKRAM, Salima. “Divine Creatures”. In: IKRAM, Salima. Divine Creatures. Cairo: The American University in Cairo, 2005.

SILIOTTI, Alberto. Grandes Civilizações do Passado: Egito (Tradução de Francisco Manhães). Barcelona: Folio, 2006.

ZIVIE, Alain; CALLOU, Cécile; SAMZUN, Anaïck. A lion found in the Egyptian tomb of Maïa. Nature, Vol. 427, 15 January, 2004.

Lindas imagens dos templos de Ramsés II em Abu Simbel

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

É em Abu Simbel onde encontram-se dois dos mais magníficos templos egípcios advindos da época do Novo Império, período considerado por alguns pesquisadores como a “era de ouro” da antiguidade egípcia. Datados da 19ª Dinastia, ambos foram erguidos a mando do faraó Ramsés II e é votivo a ele mesmo, sua esposa Nefertari e aos deuses Amon, Ptah, Hathor e Ra-Harakhte.

Este complexo foi construído na fronteira do Egito com o Sudão (no passado a Núbia). Um dos edifícios, o maior de todos, é composto por grandes estátuas esculpidas na rocha representando o faraó e em seu interior há um corredor que leva até a imagem do rei, que está acompanhada pelas estátuas dos deuses Ptah, Amon e Ra-Harakhte. Um detalhe interessante acerca desse templo é que duas vezes no ano o Sol ilumina a imagem de Amon, Ra-Harakhte e Ramsés. O próximo alinhamento irá ocorrer amanhã, dia 22 de outubro. Há alguns meses gravei um vídeo falando sobre esse evento. Você pode conferi-lo abaixo:

— Aproveite e leia também: Alinhamento solar no templo de Abu Simbel: 22 de fevereiro e 22 de outubro

Eles realmente são templos incríveis, por isso resolvi selecionar algumas fotografias para mostrá-las a vocês:

Abu Simbel

Abu Simbel - Great Temple

Abu Simbel - Small Temple

Sun Temple, Abu Simbel

Abu Simbel temples

Large hall of Abu Simbel

Statue of gods in Abu Simbel

Temple of Hathor

Gostou desse post? Então compartilhe com os seus amigos nas redes sociais!