Mosaico de estilo romano é encontrado em Alexandria

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Durante sua visita a cidade de Alexandria, no Norte do país, o Dr. Khaled El-anany, Diretor do Ministério de Antiguidades do Egito, realizou uma vistoria a um recém-descoberto piso de mosaico, que foi encontrado na área de Hend, distrito de Moharem Bek. A descoberta foi realizada por uma missão de arqueologia gerenciada pelo próprio Ministério das Antiguidades.

O piso está em perfeito estado de conservação e é formado por trincheiras retangulares de tijolos romanos com desenhos geométricos.

Foto: MSA.

Dr. Aymen Ashmawi, chefe do setor de antiguidades, explicou no próprio comunicado de imprensa do Ministério que esta descoberta é muito importante porque este é o único modelo deste tipo de mosaico encontrado no Egito, embora existam similares em vários lugares de Roma, tais como os banhos de Trajano e a Vila Adriana. Mohamed Farouk, Diretor do Departamento de Antiguidades da Média Alexandria, ressaltou que o recém descoberto terreno tem um design de opus spicatum que era bem conhecido durante o período romano e usado na construção de banheiros e pisos de fortalezas.

Reprodução do estilo opus spicatum retirado de um sítio arqueológico romano. Fonte: Germain de Montauzan – Antiguidades Les Aqueducs, 1908.djvu

Mostafa Roshdi, Diretor de Alexandria e das Antiguidades do Oeste do delta disse que o trabalho de escavação do sítio continuará e espera que mais partes do piso de mosaico sejam revelados. Eles também pretendem realizar estudos abrangentes sobre seu design para uma futura restauração e publicação científica.

Foto: MSA.

O egiptólogo Mohamed Abdel-Aziz disse que a área de Hend foi no passado uma região com oficinas onde uma coleção de fornos de vidro e argila foram descobertos.

Foto: MSA.

Período Romano no Egito:

Após a morte da rainha Cleópatra VII (30 a.E.C.) em o Egito foi transformado em uma província de Roma. O país não mais seria regido por faraós e precisaria pagar altos impostos para os imperadores estrangeiros. As tradições egípcias, em termos gerais, não eram bem vistas pelos invasores, contudo vários dos seus aspectos permaneceram recebendo, inclusive, adaptações romanas, como foi o caso dos sepultamentos (cujas máscaras mortuárias ganharam um aspecto mais clássico, por exemplo) ou a arquitetura, a exemplo do piso de mosaico citado neste post.

Fonte: MSA

Márcia Jamille

Arqueóloga formada pela UFS com a monografia “Egito Submerso: a Arqueologia Marítima Egípcia” e mestra em Arqueologia também pela UFS com a pesquisa “Arqueologia de Ambientes Aquáticos no Egito: uma proposta de pesquisa das sociedades dos oásis do Período Faraônico”. É administradora do Arqueologia Egípcia e autora do livro "Uma viagem pelo Nilo". [Leia seu perfil]