É escolhido o novo Ministro das Antiguidades Egípcias

 

 

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille

Esfinge e uma das pirâmides do platô de Gizé. Imagem disponível em SILIOTTI, Alberto. Egito. (Tradução de Francisco Manhães). 1ª Edição. Barcelona: Editora Folio, 2006. p. 135.

Depois de muita expectativa já se sabe quem é o novo ministro das antiguidades egípcias, seu nome é Ahmed Eissa. Nascido em 1960, na cidade de Gerga (Alto Egito), ele é um dos membros do partido islâmico Wasat, porém sua carreira acadêmica é praticamente voltada para os estudos cópticos, o que agradou, já que ele atenderá tanto as necessidades das antiguidades egípcias faraônicas, como as islâmicas e as cristãs, além das demais que também fazem parte da identidade do país. Abaixo um resumo da sua carreira disponibilizado pelo site Ahram (tradução minha):

Eissa se graduou na Universidade de Assiut, em 1982, com um bacharelado em antiguidades islâmicas. Em 1989 ele tirou seu mestrado na Universidade do Cairo, se especializando em arquitetura cóptica e mais tarde alcançou o doutorado na Universidade de Assiut, focando na influência do islã na arquitetura da Igreja Cóptica Ortodoxa nas províncias de Qena e Aswan a partir do Período Otomano, até o governo da dinastia de Mohamed Ali.

Seu primeiro trabalho foi como inspetor de antiguidades islâmicas e cópticas na autoridade das antiguidades egípcias [1].

Eissa tornou-se professor assistente em 1993, depois lecionou na Universidade South Valley, onde se tornou decano em 2011.

Fonte da notícia: Who’s who: Egypt’s new ministers. Disponível em < http://english.ahram.org.eg/News/70884.aspx >. Acesso em 07 de maio de 2013.

[1] antiquities at the Egyptian antiquities authority.

Querem Hawass fora do ministério

 

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille

 

Este domingo (3 de julho de 2011) manifestantes se reuniram em frente ao Ministério de Defesa pedindo que Zahi Hawass, atual Ministro de Antiguidades Egípcias, se demita. O pedido tem como base algumas queixas de irregularidades quanto ao seu mandato, inclusive em relação a algumas das peças roubadas do Museu do Cairo durante as manifestações de janeiro. Segundo as acusações, existem peças que não foram listadas e que estão sumidas. “Zahi nunca providenciou documentos oficiais sobre o que continua desaparecido do Museu Egípcio”, disse Nasser Ibrahim, um funcionário do departamento do ministério de restauração que complementou “Exigimos que uma comissão internacional seja formada para fazer um inventário completo de artefatos do museu”.

 

 

Dr. Zahi Hawass. Disponível em < http://www.kelmetnamag.com/article/14039 >. Acesso em 3 de junho de 2011.

 

 

“As câmeras de segurança do museu não estavam funcionando durante o assalto. Isto era da responsabilidade do anterior secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades (cargo que Hawass ocupava na época)”, diz Intessar Gahrib, o coordenador de mídia do protesto “Temos apresentado documentos que comprovem as nossas reivindicações ao gabinete do Procurador Geral, e nós estamos exigindo que o Conselho Militar olhe para eles. Eles provam sua negligência e corrupção”, complementou.

As manifestações ocorreram justamente no momento em que Hawass não está disponível em seu país, neste momento ele está aqui na America do sul, no Peru, para participar da II Conference on Retrieving Stolen Artifacts (II Conferencia de Devolução de Artefatos Roubados). 

 

Fonte da reportagem (com tradução parcial): As Zahi Hawass flies to Peru, protesters call for the minister to step down. Disponível em < http://www.almasryalyoum.com/en/node/474052 >. Acesso em 3 de julho de 2011.

 

É escolhido o novo secretário do SCA

 

Desde a saída de Mubarak do governo e o remanejamento dos Ministérios do Egito, o futuro do Supremo Conselho de Antiguidades (SCA) estava incerto, afinal, este tinha sido absorvido para dar espaço ao Ministério de Antiguidades do Estado (MAS). Porem, conversas avulsas falavam que ele ainda existia. No fim, parece que está confirmado: o SCA ainda existe, e já tem um novo secretário (cargo exercido outrora por Dr. Zahi Hawass).

 

 

Dr. Zahi Hawass. Foto: Meghan E. Strong. Retirado de: Dr. Hawass. Disponível em: < http://www.drhawass.com/blog/press-release-pieces-amenhotep-iii-and-tiye-statue-found>. Acesso em 13 de Janeiro de 2011.

 

 

 

O Ministério de Antiguidades do Estado, na figura de Zahi Hawass (o primeiro e novo Ministro) nomeou Mohammad Abdel-Moneim como o novo secretário do SCA, de acordo com o Youm 7. Abdel-Moneim já era supervisor geral do Ministério e já cuidou da administração dos monumentos do Baixo – Egito (aquela área do Delta) e do Sinai. Em março as conversas apontavam que quem ficaria com o cargo seria Alaaeldin M. Shaheen, mas no fim só se mostrou como sendo boatos.

 

Fonte da notícia: Hawass appoints new Sec Gen for Supreme Council of Antiquities. Disponível em < http://english.youm7.com/News.asp?NewsID=341550&SecID=295 > Acesso em 30 de junho de 2011.

 

Encontro de arqueólogos egípcios no MSA

O Ministério de Antiguidades do Estado (MAS), Egito, organizou um encontro entre arqueólogos egípcios que durou quatro dias (terminado ontem, 16 de Junho de 2011) sendo agora o quadro de participantes menos específico, abordando então a interdisciplinaridade da profissão.

O evento teve como intenção discutir os roubos – e as tentativas frustradas de saques – que ocorreram durante as manifestações que tomaram conta do Egito entre o mês de Janeiro e Fevereiro, além de assistir aos trabalhos realizados pelos profissionais da área.

 

 

Encontro de arqueólogos egípcios no MSA. Disponível em < http://www.drhawass.com/blog/scientific-gathering-egyptian-archaeologists-msa> Acesso em 16 de Junho de 2011.

 

 

Este evento é importante não só pelo o fato de ser o primeiro do estilo realizado no Egito após a revolução, mas por ter contato com arqueólogos de diferentes idades e especialidades.

 

Fonte da notícia: Scientific Gathering for Egyptian Archaeologists at the MSA. Disponível em < http://www.drhawass.com/blog/scientific-gathering-egyptian-archaeologists-msa> Acesso em 16 de Junho de 2011.