Tumba de um escriba é descoberta no Egito

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille | Instagram

No último dia 31 de janeiro foi anunciada a descoberta de uma tumba do Periodo Ramsessida, pertencente a um homem chamado Khonsu, identificado na sepultura como “Escriba Real”.

Localizada em El Khokha, Luxor, ela foi encontrada por uma equipe de arqueologia da Universidade de Waseda, coordenada pelo professor Jiro Kondo, responsável pela limpeza de um túmulo de um homem chamado Userhat. “Durante a limpeza da parte oriental do pátio da frente da tumba de Userhat, um grande buraco esculpido na parte norte foi encontrado. Depois de rastejar pelo buraco, foi descoberto que ele levava à parede sul da saída do túmulo de Khonsu.”[1], comentou o arqueólogo ao Luxor Times.

Entrada da tumba. Foto: Divulgação.

O locar possui uma forma de “T”, sendo composto por um corredor que leva à câmara funerária. Ele está ricamente adornado com textos e imagens religiosas, a exemplo da Barca Solar precedida por quatro babuínos, que remete a passagem do dia.

Barca Solar e babuínos. Foto: Divulgação.

Khonsu, em outra decoração, é identificado como “Verdadeiro escriba de renome”. A sua esposa também aparece em uma das imagens do sepulcro, o acompanhando em uma reverência aos deuses Osíris e Ísis.

O casal representado na tumba. Foto: Divulgação.

A tumba ainda se encontra coberta com pedras, então certamente mais iconografias serão reveladas no futuro.

Fontes:

[1] Royal scribe tomb discovered in Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2017/01/royal-scribe-tomb-discovered-in-luxor.html?m=1 >. Acesso em 03 de fevereiro de 2017.

Tomb of Ramesside-era royal scribe uncovered in Luxor. Disponível em < http://english.ahram.org.eg/News/257292.aspx >. Acesso em 03 de fevereiro de 2017.

Foi descoberta mais uma tumba Ramséssida em Luxor

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

 

Dr. Mohamed Ibrahim, Ministro das Antiguidades, anunciou neste dia 03 de Janeiro (2014) a descoberta de uma tumba do período Ramséssida realizada pela equipe japonesa de Arqueologia da Universidade de Waseda em El Khokha, em Luxor.

De acordo com o Dr. Jiro Kondo, diretor da missão, este sepulcro foi descoberto durante os trabalhos de limpeza do túmulo TT47, pertencente a um homem da época de Amenhotep III, chamado Userhat.

O indivíduo que um dia foi inumado no local chama-se Khonso Im Heb e tinha o cargo de superintendente dos celeiros e dos fabricantes de cerveja da Deusa Mut, durante o período Ramséssida.

Edificada em formato de “T” e apresentando vários afrescos murais com rituais funerários, mais especificamente os das oferendas aos deuses, que tinham como um dos objetivos facilitar a entrada dos falecidos no além-vida, a tumba está ligada a outra, que pertencia a um homem chamado Hor.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em . Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2014/01/the-way-to-start-new-year-ramesside.html >. Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em . Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2014/01/the-way-to-start-new-year-ramesside.html >. Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em . Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2014/01/the-way-to-start-new-year-ramesside.html >. Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em . Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2014/01/the-way-to-start-new-year-ramesside.html >. Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em . Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2014/01/the-way-to-start-new-year-ramesside.html >. Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em . Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2014/01/the-way-to-start-new-year-ramesside.html >. Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Nas pinturas Khonso Im Heb é representando ao lado de sua esposa Mut Em Hep e sua filha Is At Kh. Embora não tenha sido anunciado, é provável que elas também tenham sido sepultadas outrora no local.

O MSA espera em breve abrir o espaço para turistas.

Fonte da notícia:

The way to start a new year. Ramesside Tomb discovered in Luxor. disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2014/01/the-way-to-start-new-year-ramesside.html >. Acesso em 03 de janeiro de 2014.

2ª Barca solar de Khufu será revelada

Por Márcia Jamille Costa | @MJamille

Quando a Barca Solar de Khufu (Quéops, em grego) foi descoberta em 1954 já se sabia que próximo ao seu fosso existia uma segunda estrutura com outra embarcação. Naquela época foi sugerido que não se mexesse nesta região do sítio, uma vez que não existia necessidade de intervenção. Em 1987, a National Geographic Society, em uma parceria com o governo egípcio, examinou este segundo fosso, o que culminou com a penetração de animais no local, provocando o comprometimento da peça.

 

Em 2008, uma equipe japonesa da Universidade Waseda, liderada pelo arqueólogo Sakuji Yoshimura, inseriu uma pequena câmera no fosso para avaliar as condições do artefato (ver vídeo abaixo). Desta forma, agora em 2011, foi decidido retirar o barco de seu lugar original. Tal responsabilidade está confiada a Universidade Waseda e o Instituto Japonês para Investigação e Restauração. A universidade doou ao Ministério de Antiguidades Egípcias $ 10 milhões para poder retirar o artefato de seu lugar, restaurá-lo e remontá-lo para que fique, então, ao lado do primeiro barco encontrado.

Vídeo com imagens das peças (que ainda estão dentro do fosso):

 

 

Imagens da remoção dos pilares de calcário:

[cincopa AAPANrqaOhF1]

Nesta primeira fase do resgate (a de retirada dos pilares de calcário) foi encontrado o nome de Khufu dentro de um cartucho (significado de realeza) assim como o do seu filho (e logo depois sucessor) Djedefre, porém o deste último está sem a proteção de um cartucho (Ver na imagem). O significado disto é que o fosso foi lacrado ainda no reinado de Khufu, já que o seu filho e substituto ainda não está recebendo a proteção real [1].

 

Um exemplo de Cartucho (“Cartouche”, em francês). Ele recebeu este nome por lembrar uma capsula de bala. Inicialmente os nomes reais eram postos dentro destes Cartuchos e com o passar do tempo esta regalia se estendeu para altos membros da realeza. No exemplo, o nome do faraó Tutmose (Tutmés, no grego). Imagem: Arqueologia Egípcia. 2011.

Espera-se que um dia uma das embarcações seja enviada para Grand Egyptian Museum, assim que este estiver concluido.

Mais sobre o primeiro barco:

O Arqueologia Egípcia já lançou um texto sobre o primeiro Barco. Clique aqui e confira (com imagens).

Vídeo do primeiro barco:

Foto da época do restauro (ano desconhecido):

Restauro do primeiro barco de Khufu (ano desconhecido). Disponível em < http://skunkincairo.blogspot.com/2007/05/solar-boats.html> acesso em 25 de Junho de 2011.

Fontes:

Khufu’s second solar boat revealed. Disponível em <http://english.ahram.org.eg/~/NewsContent/9/40/14861/Heritage/Ancient-Egypt/Khufu%E2%80%99s-second-solar-boat-revealed.aspx>. Acesso em 25 de Junho de 2011.

Egipto desenterrará mañana la segunda barca solar del faraón Keops en Giza. Disponível em < http://terraeantiqvae.com/group/egiptologa/forum/topics/egipto-desenterrara-manana-la>. Acesso em 25 de Junho de 2011.

[1] Uncovering the Second Solar Boat at the Great Pyramid Today. Disponível em< http://www.drhawass.com/blog/uncovering-second-solar-boat-great-pyramid-today >. Acesso em 25 de Junho de 2011.