(Evento) O Livro para sair da Luz do Dia: o Livro Egípcio dos Mortos (SP)

Notícia enviada por Rodrigo AF, via Facebook.

Ocorrerá no próximo dia 06 de outubro, 19h00, a palestra “O Livro para sair da Luz do Dia: o Livro Egípcio dos Mortos”, que será ministrada pelo Prof. Dr. Antonio Brancaglion Jr. (Curador da Coleção Egípcia do Museu Nacional – UFRJ).

O evento ocorrerá no MAE-USP.

As inscrições são gratuitas.

Inscrição e dúvidas: taphos.mae@usp.br.

Palestras sobre o Egito (SP)

Por Márcia Jamille | Instagram | @MJamille | Notícia enviada por Roberta Araújo, via Facebook.

Entre 12/09 e 07/11/2015 ocorrerão ciclos de palestras com o professor Antonio Brancaglion Junior no FAAP. Abaixo informações sobre o evento:

Palestras

A Estatuária Faraônica: A Magia das Formas
12/09/2015 – Sábado das 9h30 às 12h
Por mais de 3 mil anos os egípcios criaram estatuas de seus deuses, reis e seres humanos, elas eram os elementos centrais em seus cultos nos templos e túmulos, consideradas os receptáculos da força espiritual que por intermédio dos rituais as transformavam em imagens vivas. Serão tratadas nesta aula as técnicas e os materiais usados pelos escultores assim como as funções e significados da estatuaria nas crenças e práticas religiosas dos antigos egípcios.

O Povo do Faraó: A Vida Às Margens do Nilo
26/09/2015 – Sábado das 9h30 às 12h
O Egito Antigo é sempre lembrado por seus feitos notáveis, pirâmides, templos e obras primas que nos fascinam até os dias de hoje, mas por trás destes prodígios estava o povo em sua existência diária. Nesta aula veremos um pouco da vida nas vilas e cidades, as casas e o cotidiano dos camponeses, trabalhadores, artistas e artesãos, suas funções e importância em uma sociedade onde a harmonia e bom funcionamento era um dever do faraó.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em . Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Uma tumba Ramséssida em Luxor. Disponível em < http://luxortimesmagazine.blogspot.com.br/2014/01/the-way-to-start-new-year-ramesside.html >. Acesso em 03 de janeiro de 2014.

Osíris e Rê: O Eterno Ciclo da Vida
03/10/2015 – Sábado das 9h30 às 12h
O ciclo de vida-morte-renascimento era um dos principais elementos na crença dos antigos egípcios em uma vida eterna e para o qual foram investidos todos os esforços da sociedade A síntese desta crença em um Pós Vida está na relação entre duas das maiores divindades do Egito antigo, Osíris deus dos mortos e da regeneração e Rê (Ra) deus-sol fonte de toda Vida. Nesta aula veremos como estes opostos se complementam e qual o sentido da vida para os antigos egípcios.

Criaturas Divinas: Múmias de Animais no Egito Antigo
07/11/2015 – Sábado das 9h30 às 12h
A invenção da mumificação artificial pelos antigos egípcios nos fascina até hoje, esta técnica não foi usada somente na preservação dos corpos humanos, mas também de seus animais. Praticamente todas as espécies de animais eram mumificadas, algumas delas com uma sofisticação e cuidados iguais aos dos faraós. Nesta aula veremos os motivos desta mumificação de animais, as diferentes categorias de múmias e as recentes pesquisas feitas no Brasil no estudo de animais mumificados usando as mais modernas técnicas de análise.

Valor:
Público externo: cada palestra R$ 84,00
Aluno, ex.aluno, funcionário e professor: cada palestra R$ 75,60

Para mais informações: https://central.faap.br/nucleocultura/palestras/egito.asp

Ciclo de Palestras – Egito (São Paulo)

Notícia enviada por Roberta Araújo via Facebook.

A FAAP está oferecendo um ciclo de palestras sobre o Antigo Egito com professor Antonio Brancaglion (http://lattes.cnpq.br/2950445244723627). Abaixo os temas e as datas com seus respectivos horários:

30/03/2015 – segunda das 19h15 às 22h15
Beleza, Sedução e Erotismo no Tempo dos Faraós
Beleza, sensualidade e fertilidade eram para os egípcios antigos princípios intimamente ligados entre si e associados ao universo feminino. O objetivo desta palestra é mostrar como os adornos, vestimentas e perucas simbolizam estes conceitos e fazem referências ao mundo mítico dos egípcios antigos.

27/04/2015 – segunda das 19h15 às 22h15
A Luz e a Escuridão: Os dois Grandes Mistérios Egípcios
Os corpos embalsamados pelos egípcios antigos são a materialização de crenças e práticas cujo objetivo é a vida eterna. O objetivo desta palestra é mostrar qual a função da mumificação na religião funerária, além de apresentar alguns dos resultados obtidos no estudo das múmias da coleção egípcia do Museu Nacional do Rio de Janeiro.

Tumba de Tawentamani em El-Kurru. Imagem disponível em . Acesso em 12 de fevereiro de 2013.

Tumba de Tawentamani em El-Kurru. Imagem disponível em < http://www.inognidove.it/italiantourism-sudan/travel/tombaforestain1.shtml >. Acesso em 12 de fevereiro de 2013.

16/05/2015 – sábado das 9h às 12h
As Múmias Egípcias: Segredos e Revelações na busca pela Eternidade
Duas figuras míticas se destacam na religião egípcia, o deus-sol Rê e o deus dos mortos Osíris. Luz e escuridão se complementam no destino póstumo do faraó e dos mortais. Esta palestra irá tratar desta dualidade complementar fundamental para entendermos o pensamento religioso dos egípcios antigos.

15/06/2015 – segunda das 19h15 às 22h15
A Literatura no Egito Antigo: Romances, Contos e Poesias
Embora a mais antiga, a literatura egípcia, é também uma das menos conhecidas. Esta palestra pretende expor de maneira objetiva algumas das principais formas literárias surgidas no segundo milênio antes de Cristo e que lançam uma nova luz sobre a vida dos antigos egípcios.

Valores: 

Público externo: cada palestra R$ 77,00
Comunidade faapiana: cada palestra R$ 69,30
Com cartão de crédito a matrícula pode ser realizada pela internet

Aquele que requerer cancelamento ou desistência da palestra antes da data receberá a devolução de 70% (setenta por cento) do valor pago, em até 30 (trinta) dias após a formalização do respectivo pedido junto à Contratada.
Após a palestra ministrada, é devido o pagamento, uma vez que os serviços foram disponibilizados ao aluno.

Local das palestras:

CAMPUS SÃO PAULO
Rua Alagoas, 903
Higienópolis – São Paulo/SP

Mais informações:
(11) 3662-7034
nucleocultura@faap.br

http://www.faap.br/nucleocultura/palestras/palestra-egito.asp

Ciclo de Palestras sobre o Egito Antigo (São Paulo)

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram | Link enviado por Roberta Araújo, via Facebook.

A partir de setembro ocorrerá em São Paulo um ciclo de palestras sobre o Antigo Egito com o egiptólogo Antonio Brancaglion Junior. Abaixo os temas:

01/09/2014 – segunda-feira 19h às 22h15 (15 min intervalo)
O “LIVRO PARA SAIR AO DIA”: O LIVRO EGÍPCIO DOS MORTOS

29/09/2014 – segunda-feira 19h às 22h15 (15 min intervalo)
DEUSES E MITOS: O SAGRADO NO EGITO ANTIGO

01/11/2014 – sábado 9h às 12h15 (15 min intervalo)
O FARAÓ E A SACRALIZAÇÃO DO PODER

22/11/2014 – sábado 9h às 12h15 (15 min intervalo)
ENTRE O CÉU E A TERRA: PIRÂMIDES E TEMPLOS DO EGITO ANTIGO

Egiptólogo Antonio Brancaglion em foto divulgação do 8Th Congress on Mummy Studies. 2013.

Valor:

Público externo: cada palestra R$ 70,00
Comunidade interna do FAAP: cada palestra R$ 63,00

Local:
Campus São Paulo
Rua Alagoas, 903
Higienópolis – São Paulo/SP

Currículo do Prof Antônio Brancaglion: http://lattes.cnpq.br/2950445244723627

Mais informações: http://www.faap.br/nucleocultura/palestras/palestra-egito.asp

 

Cursos de curta duração com temas da Egiptologia

 

A Livraria Cultura através do seu “Cultura em Curso” está promovendo uma série de palestras, dentre elas quatro com temas da Egiptologia com o Prof. Dr. Antonio Brancaglion Junior. Segue a lista com a descrição dos temas e seus respectivos links para a inscrição:

◘ 1ª: A literatura no Egito Antigo

Dia: 08/04

Valor: Até 24/03/2013 R$ 68,00, após R$ 80,00

Horário: 19h30

Professor: Antonio Brancaglion

Local: Shopping Villa-Lobos, Av. Nações Unidas, 4777, Jardim Universidade Pinheiros, 05477-000, SP, São Paulo, Brasil

Duração: 2 horas

O Egito Antigo é sempre lembrado por seus monumentos grandiosos e a colossal obra dos faraós que causam admiração aos viajantes e turistas desde a antiguidade. Contudo, o Egito deixou um legado maior do que as pirâmides e os templos, mas que ainda é desconhecido fora dos meios acadêmicos: a sua literatura. Obras-primas que discutem os sentimentos humanos mais profundos, um universo que transcende a sua função original, seja ela a diversão ou a reflexão. Textos que podem ser classificados como romances, contos, poesias, máximas, obras de ficção, relatos de viagem e biografias. Esses textos nos mostram um povo apreciador da sátira, das discussões e do debate, onde nem mesmo os deuses e os faraós são deixados de fora das paródias e críticas.

Link: http://www.culturaemcurso.com.br/movimente-suas-ideias/#curso-35

__________________________________

◘ 2ª: O cosmos e a vida: a criação segundo os egípcios

Dia: 15/04

Valor: Até 31/03/2013 R$ 68,00, após R$ 80,00

Professor: Antonio Brancaglion

Local: Shopping Villa-Lobos, Av. Nações Unidas, 4777, Jardim Universidade Pinheiros, 05477-000, SP, São Paulo, Brasil

Duração: 2 horas

Durante um longo período pré-histórico, o Egito Faraônico foi se formando a partir de grupos diversos: caçadores do deserto e dos pântanos, pescadores do Nilo, agricultores e pastores primitivos. Cada um destes grupos humanos possuía suas próprias crenças e mitos e no momento da unificação em um só Estado, cerca de 3.100 a.c., foram todas unidas formando sínteses teológicas complexas. Nada era exclusivo ou imutável no pensamento religioso egípcio, uma mesma realidade poderia ser definida por mitos e imagens diversas e até mesmo divergentes. Não existia um único Livro Sagrado com o relato da origem da vida, mas uma série de mitos e textos que tratam de forma poética a Origem do Cosmos. As principais cosmogonias egípcias possuem aspectos comuns, mesmo que apresentadas de maneiras específicas: a origem dos deuses e dos homens, a criação do tempo e as leis que regem o universo. Repletas de símbolos e trocadilhos, esses mitos explicam o como e o porquê de tudo que existe ou deixa de existir no universo.

Link: http://www.culturaemcurso.com.br/movimente-suas-ideias/#curso-36

 __________________________________

◘ 3ª: Sexo, erotismo e sedução no tempo dos faraós

Dia: 24/04

Valor: Até 07/04/2013 R$ 68,00, após R$ 80,00

Professor: Antonio Brancaglion

Local: Shopping Villa-Lobos, Av. Nações Unidas, 4777, Jardim Universidade Pinheiros, 05477-000, SP, São Paulo, Brasil

Duração: 2 horas

O Egito Antigo é sempre lembrado por seus monumentos grandiosos, por seus deuses e múmias, mas, ao contrário do que acontece com os gregos e romanos, pensamos nos egípcios como um povo quase assexuado. Ultrapassada esta visão superficial, percebemos a importância do sexo e do erotismo na vida dos egípcios antigos. Muito preocupados com a reprodução e a fertilidade, evidentemente o sexo está presente na vida cotidiana, mas com igual importância na vida dos deuses e dos mortos. As Poesias de Amor e o “Papiro Erótico de Turim” são as fontes mais evidentes, mas temos também textos mitológicos, textos mágicos, estatuetas e amuletos onde a sexualidade se manifesta de forma explícita. Existem ainda formas de ocultar as intimidades amorosas utilizando-se símbolos que normalmente passam despercebidos do espectador, ocultas em cenas, joias e objetos cotidianos.

Link: http://www.culturaemcurso.com.br/movimente-suas-ideias/#curso-37

 __________________________________

◘ 4ª: A moral no outro mundo: o livro egípcio dos mortos

Dia: 29/04

Valor: Até 14/04/2013 R$ 68,00, após R$ 80,00

Professor: Antonio Brancaglion

Local: Shopping Villa-Lobos, Av. Nações Unidas, 4777, Jardim Universidade Pinheiros, 05477-000, SP, São Paulo, Brasil

Duração: 2 horas

O Livro dos Mortos é, sem dúvida, o mais célebre texto funerário do Egito Antigo. A finalidade geral desta obra é assegurar ao morto a inteira liberdade de movimento fora da tumba e a sua existência póstuma. Ele marca um momento decisivo na história das crenças e práticas egípcias que buscavam na Vida Após a Morte uma existência livre de perigos e dificuldades, tornando-se uma referência que permaneceu em uso por mais de mil anos como principal texto funerário. Possui uma grande influência de textos mais antigos, como os “Textos das Pirâmides” e o “Texto dos Caixões”. O ponto principal do “Livro Egípcio dos Mortos” é a crença em que somente os justos alcançam a imortalidade da alma, mas que para isso devem submeter-se a um julgamento divino no Outro Mundo.

Link: http://www.culturaemcurso.com.br/movimente-suas-ideias/#curso-38

 __________________________________

Sobre o palestrante:

Antonio Brancaglion Júnior é egiptólogo. Professor e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia da UFRJ. Professor do Programa de Pós-Graduação em Língua e Literatura Árabe da USP. Curador da coleção egípcia do Museu Nacional do Rio de Janeiro. Pesquisador convidado do Institut Française de Archéologie Orientale du Caire. Pesquisador do CNPq. Mestrado e Doutorado em arqueologia egípcia na FFLCH/USP (Descrição disponível na página do Cultura em Curso).

Curso de Extensão no Museu Nacional

 

Durante cinco dias do mês de Março (2012) o Museu Nacional estará realizando um curso de extensão em Egiptologia com uma carga horária de 15h. As datas das aulas são 03, 10, 17, 24 e 31 de março de 2012. Abaixo mais informações:

 

Nome do curso: Sociedade e Cultura no Egito Antigo: O acervo egípcio do Museu Nacional

Coordenador: Prof. Dr. Antonio Brancaglion Junior

Local: Museu Nacional/UFRJ

Data das aulas: 03, 10, 17, 24 e 31 de março de 2012.

Horário: 13h às 16h;

Carga Horária: 15 horas

Preço: R$ 60,00

Site (com mais informações e formulário de inscrição): http://www.museunacional.ufrj.br/MuseuNacional/eventos/egito.html

Contato: E-mail: coordextmn@mn.ufrj.br / Tel.: 2562-6917 (Museu Nacional)

 

Programação:

 

I. A vida às margens do Nilo

II. Deuses e mitos: o sagrado no Egito Antigo

III. O faraó e a sacralização do poder

IV. A arte a serviço do sagrado e do divino                                               

V- Crenças e práticas funerárias

 

Minicurso com Antonio Brancaglion Jr.

À primeira vista a civilização egípcia parece ter uma fascinação mórbida pela morte. Na verdade suas tumbas, suas múmias e seus rituais são o fruto de uma celebração pela vida e a busca por uma existência eterna.

Para os egípcios antigos a morte era uma jornada, uma transição para uma outra existência onde a vida continuava sob a forma de um espírito.

Minicurso com Antonio Brancaglion Jr.

O objetivo deste curso é mostrar como, ao longo de três mil anos, as crenças e práticas funerárias desenvolveram-se em torno de uma cultura que foi a primeira a estabelecer crenças ainda hoje presentes em nossas religiões, uma idéia da imortalidade e do julgamento da alma e de Campos Elíseos para os bem aventurados.

Sobre o minicurso:

Professor | Antonio Brancaglion Jr.

Duração | 4 encontros

Dias | segundas-feiras das 20h00 às 22h00

Datas | 18, 25 de abril de 2011 e 2 e 9 de maio de 2011

Local | Fundação Ema Klabin – Rua Portugal 43, Jardim Europa

Valor | R$ 140,00 na inscrição + uma parcela de R$ 140,00

Aula 1. A morte: da dissolução do indivíduo à renovação da vida

Aula 2. Liturgia e literatura funerária

Aula 3. Os dois grandes mistérios: da “Justificação” a “Glorificação” do morto

Aula 4. Deuses e demônios: uma visão do Outro Mundo

Inscrição: Projeto Cultura

 

Antonio Brancaglion Jr. é professor e egiptólogo do Museu Nacional do Rio de Janeiro – UFRJ.

Texto retirado de Projeto Cultura.

(Livro) Egito: um olhar amoroso

Por Márcia Jamille Costa

 

Robert Solé é natural do Egito, mas só foi após ter ido morar na França, aos dezessete anos de idade, que percebeu o fascínio que sua terra natal estava exercendo no Ocidente. “Egito: um olhar amoroso” (Dictionnaire Amoureux de l’Egypte no original) não foi publicado somente para reparar os anos de desatenção de Solé em relação ao Egito, mas para atestar uma declaração de amor do autor ao seu país de origem.

A publicação nos mostra muito além do Egito faraônico, ela refere-se às várias manifestações e desejos contemporâneos como a curiosidade que o continente americano exerce sob o imaginário egípcio ou os jogos de futebol nos vilarejos. Solé retrata os fatos com um ar bucólico e nostálgico remetendo várias vezes a sua infância.

 

 

Este livro, em verdade, é um dicionário, mas é escrito de uma forma extremamente pessoal, o que acaba transformando-o não só em um guia, mas em uma obra de literatura com alguns requintes quase autobiográficos. A linguagem é simples, o que possibilita ser lido por aqueles que tenham interesse em conhecer um Egito muito além das pirâmides e faraós.

A introdução da edição brasileira foi feita pelo o Prof. Dr. Antonio Brancaglion Júnior do Museu Nacional do Rio de Janeiro e o corpo do livro foi traduzido pela Dra. Bluma Waddington Vilar, que possui licenciatura em português-francês pela a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Fixa técnica:

Título original: Dictionnaire Amoureux de l’Egypte

Autor: Robert Solé

Tradução: Bluma Waddington Vilar

Ano de publicação (Brasil): 2003

Editora: Ediouro

Cidade: Rio de Janeiro

ISBN: 85-00-01302-8

Palavras-chave: Egito, civilização, dicionário

 

Para quem quer saber mais:

No dia 22/07/2010, as 14h00, estarão disponíveis através do meu Twitter algumas das citações do livro, para receber as atualizações é só se cadastrar no twitter.com, entrar na minha página e clicar em “seguir” (follow).