Conheça detalhes da descoberta da tumba de Tutankhamon em evento online

Você já ouviu falar da fabulosa descoberta da tumba do faraó Tutankhamon? Ela ocorreu há quase 100 anos, no dia 4 de novembro de 1922. Realizada pelo arqueólogo inglês Howard Carter, seu descobrimento é importante devido a uma série de motivos: um deles é que por ter sido uma tumba encontrada praticamente intacta ela permitiu que pudéssemos conhecer alguns artefatos provenientes do Egito Antigo. Artefatos esses que antes ou eram conhecidos somente devido a ilustrações que enfeitavam paredes de tumbas ou que nem sequer se sabia de sua existência.

O outro ponto que torna essa descoberta tão importante é que ela foi tão amplamente registrada pela equipe que trabalhou nela que podemos refazer muitos dos passos desses pesquisadores. Dentre esses registros estava o fotográfico.

Quer saber um pouco sobre tudo isso? Então vem comigo, porque além de conhecer sobre a história da descoberta da tumba de Tutankhamon, você entenderá as aplicações de fotografias em trabalhos de arqueologia.

E de quebra comprando a entrada para essa palestra, você ajudará a patrocinar o vídeo do Arqueologia pelo Mundo sobre a descoberta da sepultura desse faraó. Caso queira comprar seu ingresso, clique no “+” (para definir o número de ingressos) e depois no botão verde “COMPRAR INGRESSOS:

Formas de pagamento:

Como assistir essa palestra?

A palestra será veiculada exclusivamente de forma online através da plataforma Zoom (por isso já baixe o programa — que é gratuito — com antecedência). O Sympla enviará um e-mail onde estarão detalhes de como acessar a sala. Você poderá assistir ao evento pelo computador, smatphone ou tablet.
Caso você não possa estar presente no momento da palestra, não se preocupe, ela será gravada e disponibilizada para todos os inscritos, assim, você poderá assisti-la depois com calma.

Não se preocupem! O Sympla disponibiliza certificados! Notem que só receberá o certificado quem fizer o check-in na hora do evento. Veja algumas das fotografias da época:

[Evento] Ankhesenamon: O que já se descobriu sobre a esposa de Tutankhamon

Há mais de 3.000 uma intriga palaciana parece ter ocasionado o fim de uma dinastia: uma rainha viúva pode ter apelado para um país estrangeiro em busca de um príncipe para torná-lo rei; Essa história foi narrada pelos hititas, inimigos declarados dos egípcios durante a 18ª Dinastia. A rainha? Alguns pesquisadores acreditam se tratar de Ankhesenamon, esposa de Tutankhamon, um faraó que morreu aos 18 ou 19 anos de idade.

E será a história dessa mulher o tema da minha palestra, “Ankhesenamon: O que já se descobriu sobre a esposa de Tutankhamon”.

Ankhesenamon em féretro dourado encontrado na KV-62

Aqui, além de saber todos os detalhes já descobertos sobre a vida e reinado dessa rainha, vocês conhecerão um pouco sobre a situação das mulheres no Egito Antigo:

Clique no botão abaixo e participe:

[Evento] Entenda Saqqara: uma das mais antigas necrópoles do Egito

Há 5 mil anos existia no noroeste da África uma cidade chamada Ineb-Hedi. Cercada por uma muralha branca, ela foi a primeira capital do Egito unificado e assistiu nascer e morrer vários reis e rainhas. Alguns desses governantes foram sepultados em seus arredores, em locais que chamamos atualmente de “necrópoles” (Cidades dos mortos) e uma dessas necrópoles foi Saqqara.

Saqqara tem chamado a atenção nos últimos meses, graças a descoberta de um templo funerário e mais de 100 sarcófagos lacrados. Mas, ela não se resume a isso: lá é possível encontrar uma dezena de cemitérios para animais e ainda a pirâmide mais antiga do Egito.

Quer embarcar no mundo de uma das mais notáveis necrópoles egípcias? Ela será a protagonista do nosso encontro “Entenda Saqqara: uma das mais antigas necrópoles do Egito”:

Clique no botão abaixo e participe:

Pesquisadora brasileira está em organização de evento internacional de Egiptologia

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Para quem frequenta esse site há muito tempo já está cansado de me ouvir falar que infelizmente aqui no Brasil não existe uma cadeira acadêmica de Egiptologia (ao menos não formalmente). Os alunos interessados na área e que não possuem condições de estudar fora do país, sempre precisam procurar alternativas para se especializar em Egito Antigo. Nessa pequena gama de alternativas está assistir a cursos de extensão, palestras e seminários para ir aos poucos complementando seu currículo, ou agregando conhecimento.

Então, para a nossa felicidade, as pesquisadoras Thais Rocha (Universidade de Oxford e Universidade de São Paulo) e Linda Hulin (Universidade de Oxford) estão organizando, com o apoio da Egypt Exploration Society, uma série de seminários intitulado Being Egyptian (Ser Egípcio). A Thais Rocha é a brasileira do time e faz parte do Amarna Project. Clique aqui e conheça o trabalho dela.

O Being Egyptian tem como objetivo explorar e discutir as experiências dos antigos egípcios em sua terra natal, assim como em outras partes do domínio egípcio. E sempre tendo em vista debates sobre a cultura material, mais especificamente as edificações domesticas (casas e o ambiente do lar). A proposta da iniciativa é lançar uma série de seminários voltados para estudantes, pesquisadores e curiosos.

Infelizmente os seminários serão em inglês, mas sempre que possível estou anunciando eventos em português sobre o Egito Antigo aqui no site. Então fiquem de olho! Vou até aproveitar para fazer um jabá: Sabem o English at Home? Então, essa escola está oferecendo um cupom de desconto para os seguidores que possuem interesse em aprender árabe ou inglês! Vocês só precisam aplica-lo nesse link:  https://www.englishathomeofficial.com/

O código é esse aqui: ARQUEOLOGIA35OFF

Voltando ao Being Egyptian, os seminários terão início agora em março e serão gratuitos. Veja abaixo os temas:

  1.   Expressing home: the emotional aspect of dwelling
  2.   The Egyptian house
  3.   What is domestic space?
  4.   Sensory approaches to domestic life
  5.   Ethnographies of houses
  6.   Summing up and moving on

Importante:

Todas as salas possuem capacidade limitada para ouvintes, portanto, inscrevam-se apenas se tiverem certeza de que poderão participar.

Para informações sobre inscrições, datas e seminaristas, acesse esse link: https://www.ees.ac.uk/News/being-egyptian

Bons estudos!

Dica de vídeo:

Ainda vale a pena estudar Arqueologia? | #MulherADA TEC

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Por quase 300 anos arqueólogos têm escavado lugares antigos em busca da história da humanidade. Como consequência, sempre vemos revistas, sites e documentários anunciando descobertas incríveis, o que leva as pessoas a me questionar o seguinte: ainda existem descobertas sensacionais para ser feitas?

Paralelamente, em um mundo cada vez mais digital muitos se questionam se ainda existe espaço para escavações arqueológicas no futuro, afinal, está tudo documentado nas redes-sociais. 

Para responder a ambas estas questões irei para Campinas (SP) onde participarei do encontro MulherADA TEC. Este é um evento de tecnologia que está sendo organizado pela agência NuminaLabs, com o patrocínio do iFood, Instituto Serrapilheira e com o apoio do Instituto Pavão Cultural e Chopp Com Ciência. 

Este evento é para entusiastas da ciência, então, venha sem medo! O ingresso custa R$30,00 e eles são limitados

Que conhecer todas as palestrantes do MulherADA TEC? Segue:

Ana Carolina da Hora (Computação Da Hora) –  “Pensamento Computacional como estratégia da cidadania digital”.

Virgínia Fernandes e Camila Laranjeira (Peixe Babel) – “O que competições tec podem te ensinar?”

Rita WU – “Inteligências tecnológicas: abordagens criativas para um futuro menos distópico”.

Márcia Jamille (Arqueologia Egípcia) – “O Futuro pertence à Arqueologia?”.

Sandra Ávila – “Inteligência artificial tornando a medicina mais humana”.

Local: 

Instituto Pavão Cultural; 

Rua Maria Tereza Dias da Silva, 708;

Cidade Universitária, Campinas

Fone (19) 3397-0040

Ingressos: R$ 30,00 (lugares limitados)

Compre aqui: https://www.sympla.com.br/encontro-mulherada-tec__791827

Realização: NuminaLabs

Patrocinadores: Instituto Serrapilheira / iFood

Apoio: Instituto Pavão Cultural

Cidades brasileiras receberão exposição sobre o Egito Antigo

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Desde 12 de outubro (2019) o Egito Antigo voltou a fazer parte do cotidiano dos cariocas. Isto está ocorrendo graças a exposição “Egito Antigo: do cotidiano à eternidade” que está exibindo 140 peças advindas do Museu Egípcio de Turim, Itália. Dentre os artefatos inclusos estão papiros, amuletos, esculturas e até mesmo reconstruções em 3D de alguns monumentos. Ela está ocorrendo no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro e a entrada é franca.

A mostra comemora os 30 anos do CCBB-RJ e passará ainda por São Paulo, Brasília e Belo Horizonte. Ela foi dividida entre vida cotidiana, religião e eternidade e possui espaços para brincadeiras e fotografias.

Informações gerais:

De 12 de outubro a 27 de janeiro

CCBB Rio de Janeiro, Rua Primeiro de Março, 66, Centro

Datas paras as outras cidades:

CCBB São Paulo: 19/02/2020 a 11/05/2020

CCBB Distrito Federal: 02/06/2020 a 30/08/2020

CCBB Belo Horizonte: 16/09/2020 a 23/11/2020

Site oficial da exposição: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/egito-antigo-do-cotidiano-a-eternidade/

Zahi Hawass e Tutankhamon estarão no Brasil

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

O famoso arqueólogo e egiptólogo, o Zahi Hawass, está vindo para o Brasil dar a palestra “O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon” que ocorrerá no dia 06 de setembro no Auditório H. Spencer Lewis, em Curitiba. Ele também participará da abertura oficial do museu “O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon”, que será no dia 07 de setembro. Este museu não contará com obras originais, serão réplicas construídas pela empresa italiana “Laboratorio Rosso” e faz parte de uma parceria com Hawass. 

Veja o vídeo abaixo para saber mais detalhes e conhecer minhas opiniões sobre quais os assuntos que Hawass abordará em sua palestra.

E o Arqueologia Egípcia foi convidado a participar da coletiva de imprensa que ocorrerá antes da inauguração oficial. Entretanto, o nosso portal infelizmente não tem dinheiro para tal. Como esta é uma grande oportunidade de trazer um conteúdo exclusivo para vocês, resolvemos pedir sua ajuda através de uma vaquinha online. Acesse este link para saber mais: https://www.catarse.me/ae_hawass . Até o momento que redijo este texto, nossa campanha já conseguiu alcançar 19% da meta!


Palestra: O Rei Menino de Ouro: Tutankhamon

Local: Auditório H. Spencer Lewis – Ordem Rosacruz, AMORC – Rua Nicarágua, 2620 – Bacacheri – 82515-260 – Curitiba, Paraná.

Investimento:

Segundo Lote – Julho: R$ 170,00; Meia R$ 85,00

Terceiro Lote – Agosto: R$ 200,00; Meia R$ 100,00

Transmissão On-line: R$ 50,00

Ingressos pelo site: https://www.eventbrite.com.br/e/palestra-zahi-hawass-tickets-63069021140?fbclid=IwAR19PgctzcuhI1Z5On4cZv8_e4hsoMM2zUzVgKU9WThQdV-kj3H5F4Z0TRI

(Evento – SE) I Encontro Nacional de Estudantes de Arqueologia

Entre os dias 22 e 27 de abril de 2019 acontecerá, na Universidade Federal de Sergipe, Campus de Laranjeiras, o I Encontro Nacional de Estudantes de Arqueologia (ENEArqueo). Se utilizando do lema “Arqueologia sob novos olhares” o evento terá como propósito estimular reflexões e despertar questionamentos sobre assuntos de grande relevância para a prática arqueológica.

Abaixo a programação:

É possível se inscrever de forma gratuita através do SIGAAA.

Para mais informações:

https://enearqueo.wixsite.com/enearqueo2019

(Evento – SP) VI Semana Internacional de Arqueologia

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

Nos dias 20 a 24 de maio de 2019, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, ocorrerá a VI Semana Internacional de Arqueologia Discentes do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo. O evento tem a proposta de pensar a Arqueologia como práticas sociais e políticas, sobretudo em contextos marginalizados e de conflitos. Trata-se de um evento científico internacional que ocorre a cada dois anos e que promove o debate das pesquisas realizadas por estudantes de pós-graduação, de graduação e recém-formados, tanto do MAE/USP quanto de outras instituições.

O lema deste ano é “Museus existem e resistem”, uma clara alusão ao momento grave que os museus brasileiros têm enfrentado.

Caso queira participar do evento estes são os valores:

Saiba mais: https://www.vi-sia.org/

Você é um estudante carente ou pretende ajudar um a ir ao evento?

Mensagem enviada pela comissão organizadora:

A VI Semana Internacional de Arqueologia – Discentes MAE/USP é um evento organizado pelos alunos para discutir questões atuais da arqueologia. Esse ano trazemos temas sobre a ciência brasileira nesse novo quadro político, arqueologia da resistência, indígena, quilombola e queer.

Recebemos, nestes últimos dias, diversas solicitações de ajuda para participação no evento, porém nosso orçamento é limitado e com regras rígidas para a utilização.

Sabemos das dificuldades que a ciência vem enfrentando nos últimos anos e, consciente dos temas propostos nessa edição, temos a responsabilidade de entender e enfrentar as dificuldades impostas principalmente para estudantes indígenas, quilombolas e também de pessoas trans.

Temos muita clareza que não somos uma agência de fomento e, provavelmente, não conseguiremos atender a todos interessados, mas acreditamos que esse diálogo fortalecerá a comunidade arqueológica como um coletivo.

Dessa maneira, nós da comissão organizadora da VI Semana de Arqueologia – discentes MAE/USP decidimos solicitar contribuições voluntárias para que o maior número de alunos, de diferentes partes do Brasil, possa participar do evento.

Caso você seja um estudante que precisa de ajuda, preencha o formulário e nos ajude a entender a demanda: https://docs.google.com/forms/u/2/d/1kF8UDAdHSirBvuuI6wwsYFEKMq4yZ0WTI3Kmyh6gJXE/edit?usp=forms_home&ths=true

Se você gostaria de ajudar, adote um estudante, faça sua doação e nos ajude a proporcionar a vinda de mais estudantes. Não há valor mínimo para contribuição: http://vaka.me/506726

Não tem interesse, mas conhece alguém que precisa ou que gostaria de ajudar? Por favor, compartilhe. Ajude a divulgar!

Para mais informações entre no nosso site: http://www.vi-sia.org/

Zahi Hawass estará aqui no Brasil para realizar palestras

Por Márcia Jamille | @MJamille | Instagram

O famoso arqueólogo e egiptólogo Zahi Hawass virá para o Brasil em dezembro para um evento exclusivo organizado pela Hórus Viagens. Ele passará por São Paulo e Rio de Janeiro apresentando a palestra “Múmias, pirâmides e Cleópatra: novas descobertas”.

Zahi Hawass. Foto: Divulgação.

Dentre os assuntos abordados estarão a identificação da múmia da faraó Hatshepsut, a família de Tutankhamon e a morte de Ramsés III. Vale ressaltar que ele atualmente está trabalhando no Vale dos Macacos, em um local onde possivelmente está uma tumba que pode ser da rainha Ankhensenamon. Saiba mais sobre este trabalho no vídeo abaixo:

A palestra será em inglês, mas possuirá tradução simultânea com fones de ouvido. Para saber como se inscrever ou retirar suas dúvidas:

www.zahihawassnobrasil.com.br

www.facebook.com/horusviagens

contato@horusviagens.com


Nota: As fontes oficiais de Hawass ainda não confirmaram em suas redes a sua vinda para o Brasil e nem ocorreu atualização em sua agenda de eventos. Desta forma, o Arqueologia Egípcia está aguardando por mais informações.

Atualização – 17/09; 09h53: Enviei um e-mail para o Zahi Hawass e ele além de confirmar a vinda dele para o Brasil irá atualizar o seu site com a atualização.